O que fazer em Florença: 15 Atrações Imperdíveis



Nesta matéria você vai conhecer Florença, cidade berço do Renascimento na Itália. Vamos mostrar as principais atrações para visitar, para você saber o que fazer em Florença e aproveitar melhor sua viagem por esta linda cidade. Patrimônio da Unesco desde 1982, a cidade é um museu a céu aberto e a melhor maneira de conhecê-la é batendo perna.

Se você tem apenas 1 ou 2 dias em Florença, concentre seus passeios no centro histórico, são passeios relativamente próximos entre si. Da nossa lista do que fazer em Florença, isso inclui todas as atrações na cidade. Se tiver mais tempo, de 3  a 5 dias, pode incrementar seu roteiro adicionando um museu e alguns passeios bate e volta às cidades na Toscana.

O que fazer em Florença – 15 Atrações Imperdíveis

Duomo

Também conhecida como Catedral Santa Maria del Fiore, o Duomo foi construído entre os século XII e XIV, sobre as ruínas da antiga igreja romana Santa Reparata. É a maior igreja de Florença e segunda maior da Itália – a primeira é a igreja de São Pedro, no Vaticano. Sua arquitetura externa chama a atenção, incrivelmente rica em detalhes:

o que fazer em florença - Duomo

Dicas e curiosidades sobre visitação do Duomo de Florença:

  • A visitação interna é gratuita, porém não é permitido fotografar o interior da igreja, um alto falante fica a todo tempo repetindo “no pictures please”.
  • Não é permitido entrar de shorts e saias muito curtas, há um um fiscal na entrada. Vimos algumas pessoas sendo barradas por conta disso.
  • Há um mirante no topo da cúpula, custa €20/pessoa, visitas com hora agendada e tickets à venda no site do Duomo. Não há elevador, para chegar ao topo são mais de 460 degraus!
  • Durante a visitação interna da Catedral, repare na cúpula, uma das partes mais bonitas e impressionantes do interior: os afrescos são do final do século XVI. Foi um projeto renascentista e que construiu na época a maior cúpula em alvenaria do mundo – recorde que mantém (pasmem) até hoje!

Para mais informações consulte o site oficial clicando aqui.

Outras igrejas para visitar em Florença (todas marcadas no mapa ao final da matéria):

  • Basílica de Santa Cruz
  • Basílica de S. Lourenço
  • Basílica do Espírito Santo
  • Basilica di Santa Maria Novella (próxima da estação de trem)

Torre de Giotto

Também conhecida como Campanário de Giotto, esta é outra atração essencial para visitar em Florença. Há um mirante no topo, de onde se tem a melhor vista da cidade:

o que fazer em florença - Torre de Giotto

Além da vista espetacular em 360 graus, você ganha de “bônus” a melhor vista da cúpula do Duomo:

IMG_8232

Conseguem ver as pessoas lá em cima? Parecem formiguinhas! Lá é o mirante do Duomo, que citei anteriormente.

Dicas e curiosidades sobre a visitação da Torre de Giotto:

  • A torre tem 84 metros de altura, são 414 degraus até o topo e não há elevador! Mas há locais de descanso ao longo do caminho.
  • A entrada fica na parte de trás da torre, ao lado do Duomo (área externa).
  • As filas de entrada e compra de ingressos no local eram enormes. Por conta da pandemia do COVID-19, para reduzir as filas e garantir o distanciamento social, a compra de ingressos no local foi temporariamente suspensa, mas podem ser comprados online.

A entrada é paga, custa €15/pessoa – tickets podem ser adquiridos no site oficial. Para dias, horários de visitação e informações atualizadas, consulte o site oficial.

Batistério de São João

Um dos prédios mais antigos da cidade, fica imediatamente em frente ao Duomo. Durante a Idade Média, foi uma torre de guarda e somente no século XI adquiriu seu formato atual, octogonal. Foi muito utilizado em cerimoniais de batismo, daí o seu nome.

É um prédio lindo por dentro, em especial as portas de bronze e o teto todo pintado, se tiver chance não deixe de visitar em Florença! O ingresso custa €10/pessoa, inclui além do batistério a visitação ao museu Opera del Duomo e deve ser comprado online no site oficial, com horário de visitação estipulado no ingresso.

Não conseguimos visitar pois estava em restauração quando fomos – trabalhos ainda em andamento – consulte o site oficial para informações atualizadas.

Piazza della Repubblica

A Piazza della Repubblica é um lugar muito popular em Florença, com diversos cafés e restaurantes, foi totalmente remodelada no século XIX, quando e ganhou seu arco do triunfo atual:

o que fazer em florença - Piazza della Republica

Dicas e fatos curiosos sobre a Piazza della Repubblica:

  • Há 2 mil anos aqui ficava o antigo fórum romano centro de toda a vida pública na cidade.
  • Não perca a “Colonna dell’Abbondanza” , uma coluna no meio da praça que marca o “umbigo” (marco zero) da antiga cidade romana.
  • Durante a Idade Média, o local tornou-se o centro do comércio na cidade, e passou a ser chamada como Piazza del Mercato Vecchio.
  • Atualmente, há muitos cafés e sorveterias na região – aproveite para tomar um gelato!

Experimente um Gelato

Uma das coisas que você não pode deixar de fazer em Florença é provar um gelato. A região da Piazza della Repubblica está repleta de sorveterias. Entre uma atração e outra, faça um pausa para descansar e experimente um legítimo gelato italiano, não vai se arrepender:

gelato florenca

Piazza della Signoria e Palazzo Vecchio

Esta praça foi idealizada no século 14 como um museu a céu aberto, e permanece assim até hoje. Nela está localizada o  Palazzo Vecchio, uma atração imperdível em Florença.

Durante um breve período do século XVI, o palácio foi residência da dinastia Medici. Adquiriu esse nome depois que a família Medici se mudou daí para Palazzo Pitti, do outro lado do rio Arno. Virou então o palácio velho! Atualmente é a sede da prefeitura de Florença.

Palazzo Vecchio florenca

A escultura em destaque é a fonte de Netuno, entregue como homenagem ao casamento de um Medici com Joanna da Áustria, filha do rei da Boehmia e Hungria. Porque Netuno? Simboliza a supremacia de Florença nos mares. Mas no lugar do rosto de Netuno, o artista colocou o rosto do marido – um Medici!

A gravura abaixo mostra como era Piazza della Signoria em 1498, durante a queima na fogueira do frade Girolamo Savonarola:

Fonte : Wikipedia

Mudou pouco, não? Além do Palazzo Vecchio, vemos o Duomo (à esquerda) e os famosos arcos Loggia dei Lanzi (à  direita na foto), construídos no século XIV para exibir a “céu aberto”  algumas obras dos artistas renascentistas da época.

Não perca na Piazza della Signoria:

  • Réplica do Davi de Michelangelo, bem na entrada do Palazzo Vechio. O original do Davi está em Florença mesmo, no museu Galeria da Academia.
  • Hércules e Cacus, esculpida entre 1525-1534, e mais uma vez contratada pelos Medici, para simbolizar seu retorno ao poder em Florença, derrotando os republicanos. Enquanto o David representa a supremacia do espírito, Hércules é supremacia do corpo (à direita na foto abaixo).
  • Perseus com a cabeça da Medusa (esquerda na foto abaixo) feita em 1545 pelo artista renascentista Benvenuto Cellini, natural de Florença. É uma réplica, o original está em Roma.

perseus hercules e cacus florenca

DICA: daí, siga pela rua Piazzale degli Uffizi em direção ao rio Arno, para depois chegar na Ponde Vechio, outra atração essencial para visitar em Florença.

Algumas curiosidades sobre a Piazzale degli Uffizi:

  • A rua tem várias esculturas de importantes personagens italianos como Maquiavel e Dante Allighieri;
  • Muitos artistas usam a rua para vender suas pinturas e obras de arte;
  • Nesta rua também fica o museu mais importante da cidade de Florença: a Galeria Deggli Uffizi.
  • Esta é a parte mais bem conservada e rica da cidade, e que recebe constantes trabalhos de restauração. Contrasta com outras regiões que visitamos em Florença – mesmo dentro do centro histórico, há muitas casas com um ar de abandono, paredes rachadas e janelas de madeira apodrecidas.

Ponte Vechio

Muito fotogênica, a Ponte Vechio é um dos cartões postais de Florença. A primeira ponte neste local era de madeira e pedras, de origem romana. Destruída por sucessivas enchentes, foi reconstruída no século XIV, e passando a ser chamada de Ponte Vechio (Velha).

o que fazer em florenca ponte Vecchio

Não perca ao visitar a Ponte Vechio:

  • Corredor de Vassari: corredor que passa por cima da ponte, foi construído pelos Medici para unir o Palazzo Pitti (residencia oficial da família Médici) até o Palazzo Vecchio, sede do governo de Florença.
  • Torre dei Mannelli: Única remanescente das 4 torres de proteção da Ponte Vecchio, fica em uma das extremidades da ponte.
  • A melhor vista da Ponte Vechio você consegue da ponte ao lado.

Mercado Central de Florença

Outro passeio bem legal para fazer em Florença e que não pode faltar em seu roteiro é Mercado Central. Fomos lá conferir, são 2 andares:

  • No primeiro andar funciona o mercado propriamente dito, vende ingredientes da cozinha tradicional toscana. Se você procura a famosa bisteca Fiorentina, o “T-bone”, vai encontrar aí.
  • No segundo andar ficam os restaurantes, são vários. Nós experimentamos alguns e aprovamos. É um lugar barato para comer, a partir de 5 euros, vale a visita!

Mercado Central de Florença

Os restaurantes ficam em um espaço enorme, moderno e bem arejado. Tem comida para todos os gostos: pizzas, hamburgers, massas, dumplings chineses, comida típica siciliana, doces, chocolates e sorvetes de sobremesa, e muitas outras coisas. Para beber encontramos sucos, cervejas, vinhos, etc. Enfim, tem de tudo!! Não deixe de visitar em Florença, é um passeio super legar e agradável de fazer na cidade.

Mercado Central de Florença

Para mais informações consulte o site oficial do Mercado Central.

Uma coisa que gostamos na Itália, em relação a outros países na Europa, foi a comida, boa e barata. E Florença não foge à regra. Seja no Mercado Central ou nos restaurantes que comemos na cidade, gastamos de 10 a 15 euros por pessoa, com entrada, bebidas e prato principal.

DICA: para quem procura artigos em couro, como carteiras, bolsas e jaquetas, a dica é o Mercato di San Lorenzo, que fica ao lado do Mercado Central. São várias lojas de rua na região, com ótimos preços.

Piazzale Michelangelo

A Piazzale Michelangelo é um dos lugares mais bonitos para conhecer em Florença, a vista da cidade cortada pelo rio Arno é linda e o pôr do sol ainda mais espetacular, o passeio ideal para fechar com chave de ouro sua passagem pela cidade.

O Duomo e a Torre de Giotto, dois dos principais pontos turísticos de Florença, vistos da Piazzale Michelangelo:

Esta atração é um pouco mais afastada das demais, e você pode ir de táxi, uber ou ônibus. Nós fomos de ônibus, a opção mais barata, e é super fácil, anote aí: pegue o ônibus 13, passa em frente da estação de trem Santa Maria Novella (para pegar de outro lugar, consulte a rota e horários aqui). Para voltar, pegamos o mesmo ônibus, o ponto fica no estacionamento em frente a praça.

Descubra sua própria Florença

Muitas vezes ficamos tão presos ao roteiro, em completar nossa lista do que fazer no lugar, que nos esquecemos de aproveitar o passeio… Não encha o seu dia com uma lista interminável de atrações para visitar. Reserve tempo para explorar o lugar, e entre uma atração e outra, faça seu próprio caminho… descubra sua própria Florença!

Experimente um gelato em uma sorveteria, observe os artistas trabalhando nas ruas… muitas vezes são esses momentos, de descoberta e surpresa, que guardamos como melhores recordações de nosso passeio!

Visite um museu

Anote aí os 2 principais museus para conhecer em Florença:

Para saber antes de ir:

  • A escultura original do Davi de Michelangelo está exposta no Galeria da Academia – fica na via Ricasoli (rua que sai da Praça do Duomo).
  • A Galeria degli Uffizi é um dos museus mais antigos da Europa e o mais famoso de Florença. Foi encomendado em 1560 por um Medici, para concentrar todos os magistrados da cidade em um único lugar, e facilitar a administração da cidade, elevada ao status de potência na Toscana após a conquista da cidade de Siena.

Para saber os dias e horários de abertura, consulte o site dos museus.

Passeios bate e volta para fazer em Florença

Se você tem de 3 a 5 dias em seu roteiro, existem algumas cidades bem legais para visitar na Toscana, e que são facilmente acessíveis a partir de Florença:

passeios bate volta florenca

San Gimignano e Siena são cidades mais completas em termos turísticos, e há muito o que fazer por lá, então considere um dia inteiro de passeio para cada uma delas. Já Pisa, como a torre é praticamente a única atração da cidade, meio dia é mais que o suficiente. Nós visitamos todas essas cidades e temos roteiros específicos aqui no blog, confira:

Mapa das atrações

Marquei no mapa abaixo a localização de todas as atrações essenciais para conhecer em Florença. Para quem for fazer os passeios bate e volta, marquei também onde fica a estação de trem Santa Maria Novella e rodoviária Busitalia. O ônibus 13 para a Piazzale Michelangelo passa próximo daí também – vide local marcado no mapa. O mapa é interativo, você pode clicar nas atrações, dar zoom e até compartilhar com você mesmo por email, para usar durante sua viagem:

Melhor época para visitar Florença

Os melhores meses para visitar Florença são: maio, junho, setembro e outubro. Nós fomos em maio. As temperaturas são mais agradáveis, você evita o frio do inverno, de novembro a março, e o calor insuportável do verão, em julho e agosto. Nestes meses é também o auge da temporada de férias na Europa. Se for nesta época, prepare-se para passar calor e pegar uma cidade lotada. Veja as temperaturas máximas e mínimas para cada mês do ano:

[fonte: holiday-weather.com ]

As chuvas são mais ou menos distribuídas igualmente ao longo do ano, sendo junho, julho e agosto os meses que menos chovem. Por causa do frio, de novembro a abril a cidade fica mais vazia, e os preços dos hotéis mais baixos.

E você, já visitou Florença? Deixe suas dicas na caixa de comentários.

Vai viajar pela Itália? Consulte todas as nossas dicas e matérias aqui.

Já reservou seu hotel? Procure os melhores preços e faça sua reserva através de nosso parceiro Booking.com:

Booking.com

Até a próxima trip!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *