O que fazer em San Gimignano: roteiro de 1 dia em bate-volta de Florença 22



Neste post mostro nosso roteiro de 1 dia pelas principais atrações turísticas de San Gimignano, uma linda cidade medieval com mil anos de história e localizada na região da Toscana, com belíssimas paisagens e vegetação de ciprestes. Facilmente accessível de ônibus, San Gimignano fica de 1h15min a 2h de viagem desde Florença – ao final do post dou todas as dicas de como chegar.

T4i2015 - 0244

Curiosidade histórica sobre a formação da cidade

San Gimignano é uma cidade minúscula, tem cerca de 7 mil habitantes. Em seu apogeu, na Alta Idade Média (início do século XIV), chegou aos 13 mil habitantes. De lá para cá, mudou muito pouco, e em termos arquitetônicos, é muito parecida com o que era há 700 anos atrás. Por ter preservado tão bem sua arquitetura feudal, foi eleita em 1990 Patrimônio Mundial da Unesco. Junto com Siena, é um importante polo turístico na região da Toscana.

Mas o turismo não é novidade para San Gimignano. Há mil anos, a ascensão econômica da cidade já caminhava junto com outra rota de “turismo”, só que de natureza religiosa: a pequena vila era ponto de parada de uma infinidade de peregrinos, que faziam a via Francigena, rota que os levava até o túmulo do apóstolo Pedro, em Roma. Junto com Santiago de Compostela e Terra Santa, eram as 3 maiores rotas de peregrinação religiosa de toda a Europa.

O que ver e fazer em San Gimignano

Por ser minúscula, dá para visitar San Gimignano tranquilamente em 1 dia de passeio. A caminhada começa no Portão de San Giovanni, a porta de entrada da cidade. Se você chegar de ônibus como nós, o ônibus te deixa bem em frente a esse portão. A partir daí, é só seguir pela rua de mesmo nome, sempre em frente:

T4i2015 - 0189

T4i2015 - 0186

No caminho ficam diversos restaurantes e lojinhas de produtos locais, vendem de tudo, roupas, sabonetes, salames de javali produzidos na região, etc:

IMG_8293

T4i2015 - 0188

400 metros a diante, fica a piazza della cisterna. Nesta praça fica a Gelateria Dondoli, vencedora do concurso de melhor sorvete do mundo em 2006/2007 e 2008/2009. Com esse título, todo mundo quer experimentar o sorvete, então prepare-se para ficar na fila:

T4i2015 - 0250

Nós experimentamos, e não vimos nada de mais que justificasse o título de melhor do mundo. Bom, ao lado tem a Gelateria Olmo, é uma boa opção se você não quiser pegar fila, e o sorvete é ainda mais gostoso em nossa opinião:

T4i2015 - 0195

A piazza della cisterna:

T4i2015 - 0198

T4i2015 - 0255    T4i2015 - 0254

T4i2015 - 0201

T4i2015 - 0256

As torres de San Gimignano

Está vendo esse monte de torres? A cidade conta hoje com 14 delas, mas no passado, já foram 72, quase todas construídas entre os séculos XI e XIX. As famílias mais abastadas as construíam como símbolos de poder e riqueza – e elas não eram apenas torres, eram parte de suas casas, e os quartos geralmente ficavam nos cômodos mais baixos.

Porém, depois que a epidemia de peste negra assolou a cidade em meados do século XIV, San Gimignano entrou em um longo período de decadência, permanecendo abandonada por séculos. Este é talvez o principal motivo que justifique a arquitetura da cidade ter passado por 700 anos de história com tão poucas modificações.

T4i2015 - 0203

Na piazza del duomo, que é praticamente vizinha da piazza della cisterna, fica o Duomo de San Gimignano e mais um conjunto de torres, sendo que é possível subir em duas delas: Torre Grossa e Torre Salvucci Maggiore.

DCIM\100GOPRO

Torre Salvucci Maggiore:

T4i2015 - 0248

T4i2015 - 0228

T4i2015 - 0205

Na piazza del  Duomo também fica o Musei Civici, onde você compra o ticket para subir na Torre Grossa. Não deixe de subir, vale muito a pena!! Para informações dos dias e horários de funcionamento consulte o site oficial do museu clicando aqui.

T4i2015 - 0207    T4i2015 - 0209T4i2015 - 0227

A Piazza del Duomo e Piazza della cisterna

A Piazza del Duomo e Piazza della cisterna

A belíssima vista de San Gimignano, lá de cima da Torre Grossa – a cidade medieval cercada pelos lindos ciprestes e campos da toscana, é simplesmente espetacular!

T4i2015 - 0213

O  Porta de San Giovanni, por onde entramos na cidade, e a rua de mesmo nome:

T4i2015 - 0217

Trechos remanescentes da cidade murada, e as construções já bem mais recentes, do lado de fora do centro histórico:

T4i2015 - 0216

A igreja de Santo agostinho:

T4i2015 - 0221

A Torre Salvucci Maggiore e a Piazza delle Erbe, vizinha da Piazza del Duomo:

T4i2015 - 0210

Como citei, é possível subir nesta torre também, tem um terraço panorâmico lá em cima. O ingresso não é caro, custa 5 euros por pessoa:

T4i2015 - 0211

Os ciprestes e a paisagem rural da Toscana:

T4i2015 - 0222

T4i2015 - 0218

T4i2015 - 0219

T4i2015 - 0215

Terminamos nossa visita a Torre Grossa e fomos procurar um lugar para comer. Há restaurantes por todo centro histórico.

T4i2015 - 0231

Nós entramos na Antica Macelleria Trattoria:

T4i2015 - 0242

Pedimos bruscheta de entrada e lasanha como prato principal, tudo uma delícia!

IMG_8285    IMG_8291

Com bebidas, tudo deu 28,50 euros para duas pessoas, preço mais do que justo pela qualidade. Foi uma das melhores lasanhas que já comemos!

Abaixo, marquei em um mapa do google todas as trações turísticas citadas neste post:

Como Chegar em San Gimignano

Como disse, nós fizemos um bate e volta a San Gimignano partindo de Florença. Fomos de ônibus, e o bilhete compramos direto na rodoviária da Busitalia Nord, que fica ao lado da estação de trem Santa Maria Novella. O ônibus sai do mesmo lugar onde você compra as passagens:

A bilheteria na Busitalia Nord em Florença e o local de partida do ônibus:

T4i2015 - 0180   T4i2015 - 0181

Nosso ônibus por dentro:

DCIM\100GOPRO

Há uma troca de ônibus na cidade de Poggibonsi, neste local aí:

T4i2015 - 0258

  • ônibus 131: Florença <–> Poggibonsi
  • ônibus 130 ou 133: Poggibonsi <–> San Gimignano

Considerando todo o percurso, com troca de ônibus e tudo, nossa viagem demorou 1 hora e 40 min. Mas esse tempo varia, dependendo do horário que escolher. Para consultar todas as opções de dias e horários disponíveis clique aqui. Considerando que o site é italiano, até que é bem organizado, te mostra o número das linhas de ônibus e o local de troca em Poggibonsi. Capturei a tela abaixo como exemplo: escolhi a opção 2, com partida as 9:40h de Florença, chegada em Poggibonsi às 10:30h, depois saída de Poggibonsi às 11:00h e chegada em San Gimignano às 11:20h:

ônibus-florença-san-gimignano-bus-1310-bus-130

Com todas essas dicas fica bico chegar até lá! Não deixe de visitar San Gimignano, vale muito a pena!

E você, já visitou a cidade? Tem alguma dica ou perrengue? Deixe na caixa de comentários.

Vai viajar para a Itália? Confira todas as nossas dicas e matérias clicando aqui.

Até a próxima trip!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

22 pensamentos em “O que fazer em San Gimignano: roteiro de 1 dia em bate-volta de Florença

    • Erika

      Oi Rodolfo, se você se refere à estação Santa Maria Novella, ela fica localizada bem no centro, perto de várias atrações e hotéis. Quando fomos ficamos hospedados a 5 min. de caminhada… se estiver com muita bagagem, pegue um táxi/uber para seu hotel.

    • Gustavo Autor do post

      Oi João, nós não fomos de carro, mas me lembro que tinha um estacionamento próximo ao portão San Giovani, logo na entrada da cidade. Dá uma olhada no google maps para ver a localização exata. Boa viagem.

  • Monique Oliveira

    Olá! Gostaria de saber se o ingresso do museu e para subir da torre grossa dá para comprar na hora ou costuma ter fila mt grande?

    Obrigada!

    abs

  • Monica

    Excelente blog!!! Obrigada pelas dicas!!! muito bom artigo com explicação clara de como ir de ônibus e com dica de restaurante que parece bom mesmo! e fotos bem variadas. Achei muito úteis as informações.

    • Erika

      De carro é possível visitar os 2 locais no mesmo dia, mas em nossa opinião fica um pouco corrido. Mas não sabemos a diaponibilidade de táxis nos 2 lugares, pois usamos o transporte público para chegar. Boa sorte!

    • Erika

      Olá, obrigada pela visita ao blog!
      Ficamos desde a manhã (acho que chegamos entre 9h e 10h), passeamos bastante, almoçamos e fomos embora no fim da tarde. No verãos os dias são longos e como a cidade é pequenina, não vejo muito problema. É do estilo de viagem de cada um. Como nós gostamos de fotografar, ficar parando para tomar sorvete, comer, subir nas torres e tudo mais, pessoalmente para nós é passeio para um dia inteiro. Espero ter ajudado, boa viagem!

  • Aline

    Érika, parabéns pelo blog estou amando, bem claro e objetivo. Uma pergunta, que período de Maio foi, inicio ou fim? Chegou a pegar muito calor? acredita que seja um período agradável para fazer com bebês de 1 aninho?

    • Erika

      Oi Aline, fomos no meio do mês, pegamos um tempo bem quente na Itália de uma maneira geral. Sol e céu azul todos os dias. Temperaturas por volta de 30°C.
      Quanto a levar o bebê de 1 ano, acredito que seja o mesmo clima de uma viagem para a praia aqui no Brasil, onde é comum pegar essa temperatura. Evite apenas de final de junho até agosto, quando as temperaturas ficam ainda mais altas e o calor fica insuportável, além de as cidades ficarem mais cheias. Espero ter ajudado! Boa viagem

  • Robson

    Olá, Érika! Antes de tudo, parabéns pelo trabalho de vocês!!
    Estou indo para Italia na 2a. Quinzena deste mês, sendo que planejo passar por San Gimignano (estarei de carro nesses dias pela Toscana) ou numa 4afeira ou num domingo . Gostaria de saber se em San Gimignano também se pratica o tal chiusura pomeriggiana(a famosa siesta dos italianos) no período vespertino. Desde já, obrigado pela ajuda.

    • Erika

      Oi Robson, em San Gimignano não tivemos problemas ao visitar a cidade e pegar estabelecimentos fechados por causa da siesta. Fomos em maio, ainda fora de temporada, mas pegamos atrações, lojas, galerias e restaurantes todos abertos. Ficamos na cidade entre 10h e 17h. Como a cidade é muito turística, acho que mesmo que alguns estabelecimentos fechem, serão a minoria. Boa viagem!