Como comprar bilhete de trem de alta velocidade na China 17



Quando montamos nosso roteiro de viagem pela China, definimos três cidades base: Pequim, Shanghai e Hong Kong. Em Shanghai pegaríamos dois trens de alta velocidade, em bate e volta às cidades de Suzhou e Hangzhou. Em Pequim colocamos um trecho de trem até a muralha da China, em Badaling (porém não de alta velocidade). Também cogitamos fazer a viagem entre Pequim e Shanghai de trem de alta velocidade. Vou contar aqui como tudo aconteceu, como escolhemos os meios de transporte e a melhor forma que encontramos de comprar as passagens de trem.

Consigo comprar online os bilhetes de trem de alta velocidade sem intermediários?

Bom, os chineses conseguem comprar – online e sem intermediários – suas passagens de trem pelo site oficial http://www.12306.cn (e antes que você pergunte, apesar do nome um tanto quanto estranho, é esse mesmo o endereço do site oficial que comercializa as passagens de trens na China).

Nós, turistas estrangeiros, também poderíamos comprar online se, como os chineses, soubéssemos ler mandarim (que é o único idioma disponível no site oficial) e tivéssemos um cartão emitido por um banco chinês. Ainda que exista neste planeta um turista estrangeiro, fluente em mandarim e com cartão de um banco chinês, capaz de comprar uma passagem online pelo site oficial, na prática a imensa maioria de nós não vai conseguir. O que fazer então ?

Há duas alternativas:

  • Ou você deixa para comprar as passagens na China, direto no guichê, mas corre o risco de chegar lá e estarem esgotadas para o dia e horário desejado (*);
  • Ou você pode comprar online, daqui do Brasil, através de um agência intermediária (ex:  ChinahighlightsTravelchinaguide, etc), mas vai pagar mais caro por isso. Os bilhetes de trem começam a ser comercializados online com 60 dias antes da data de partida. Algumas agências oferecem serviços de entrega das passagens em hotéis na China.

(*) Nos feriados nacionais chineses, milhões vão às províncias de origem visitar seus familiares. Estações de trem, aeroportos, estradas, ficam abarrotadas de gente nestas datas… e as passagens, esgotadas. Fica aqui a dica: evite ao máximo viajar nas datas de feriados nacionais na China.

Nós fizemos o seguinte:

  • Para os passeios de bate e volta de Shanghai até Suzhou e Hangzhou, em trens de alta velocidade, decidimos comprar as passagens lá na China mesmo. Motivo: para esses trechos, há diversas saídas de trens por dia, e além disso, ficaríamos uma semana em Shanghai, então se desse zebra em um dia daria para encaixar o passeio em algum outro dia da semana. Outro ponto a considerar é que não havia nenhum feriado nacional na china nestes dias;
  • Para o trecho Pequim-Shanghai em trem de alta velocidade, abortamos a ideia do trem e compramos passagens de avião mesmo. Motivo: os trens “G” fazem esse trecho em torno de 5 horas (velocidade em torno de 300km/h). Para um voo comercial, considere 2h de voo + 2h de checkin/embarque, total de 4h. Ou seja, em tempo de deslocamento avião e trem são equivalentes. Desconsiderando o preço, compensa mais ir de avião porque você pode reservar o voo daqui mesmo do Brasil. Foi o que fizemos.
  • Para o trem de baixa velocidade de Pequim a Badaling, também deixamos para comprar os bilhees por lá mesmo; No dia e horário que fomos, não havia trens para Badaling, mas mesmo assim fomos até lá de táxi e retornamos de trem para Pequim. Os detalhes dessa aventura você encontra neste post aqui.

Como compramos os bilhetes de trem de alta velocidade em Shanghai

Em Shanghai, na primeira oportunidade que tivemos, fomos de manhã até a estação de trem de Shanghai Hongqiao para comprar nossos tickets de trem de alta velocidade. Esta estação é vizinha do aeroporto de Hongqiao. Chega-se lá de metrô, linha 2 ou linha 10. Nós fomos pela linha 2:

IMG_2355

Na estação Shanghai Hongqiao, pegue a saída A/B, onde está escrito “train tickets”:

IMG_2358

IMG_4127

Próximo às bilheterias fica também a área dos restaurantes, aproveitamos e tomamos nosso café da manhã:

IMG_2360

IMG_4138

IMG_4136

Na etapa de planejamento da viagem, em São Paulo, havíamos selecionado alguns trens e horários pelo site da Chinatravelguide  e Chinahighlights (há outros , busque no google por “’train schedule suzhou shanghai” e verá uma lista deles). Os trens “G” são os mais modernos e mais rápidos, viajam com velocidades superiores a 250km/h. Os trens “D” são um pouco mais lentos, em torno de 200km/h. Escolhemos os trens “G”.

Enquanto tomávamos café, decidimos colocar em um pedaço de papel algumas informações relevantes, como a numeração dos trens que melhor atendia o nossos planos, com dia e horário …

IMG_4139

… assim, caso a pessoa guichê de vendas não falasse uma única palavra em inglês, o plano era entregar esse papelzinho aí para ela.

IMG_4140

Na primeira linha do papel, da esquerda para a direita, os símbolos em mandarim significam “mês” e “dia” . Para cada dia, queríamos um trem específico. O G7364, por exemplo, é um trem “G” de alta velocidade que parte de Hangzhou às 16:18h com destino a Shanghai.

Bom,lá fomos nós! Pegamos o papelzinho e fomos até o guichê, pegamos essa fila aí:

IMG_4131

Entregamos o papel para a moça do guichê, que falava inglês para nossa surpresa (!), mas de qualquer forma o papelzinho que escrevemos facilitou bastante a compra. Ela nos fez algumas perguntas, apenas confirmando as informações do papel. Em poucos minutos, saímos de lá com os bilhetes comprados.

Bilhetes Shanghai(Hongqiao) – Hangzhou:

IMG_43911

Bilhetes Shanghai(Hongqiao)-Suzhou:

IMG_4388

Pronto! Compramos as passagens de ida e volta, em trem tipo “G” de alta velocidade, nos dias e horários que queríamos. Foi mais fácil do que imaginamos! E você, já comprou passagens de trem para sua viagem pela China? Deixe aqui suas dicas e comentários, eles podem ajudar outros viajantes.

Para procurar os melhores preços de hotéis e reservar, pesquise em nosso parceiro, Booking.com:

Booking.com

Até a próxima trip!!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 pensamentos em “Como comprar bilhete de trem de alta velocidade na China

  • Ricardo

    uma dica, os links são todos protegidos, ou seja se quiser abrir uma pagina externa clicando neles, vai sair da sua página.

    e os valores das coisas, seria legal compartir

    no mais esta tudo otimo, adorei

    • Erika

      Oi Ricardo, os links para sites externos deixamos quando consideramos interessantes e convenientes, naturalmente vai deixar nossa página, mas nada que você não possa retornar ao nosso site em seguida. Na verdade não são os links e sim nosso conteúdo que é protegido.
      Quanto aos valores das passagens, é uma informação sazonal e que rapidamente fica datada, por isso é melhor consultar em sites de agencias chinesas de turismo (em inglês, citamos no post) que mantém os valores sempre atuais. Obrigada pela visita ao site.

  • Tiago

    Olá Erika

    Primeiro parabéns pela explanação, muito boa e didática (Não tem como não entender kkkk)
    Estou indo para a China agora dia 11/07/2017 e terei que pegar 4 trens e o mais caro deles é entre Pequim e Suzhou. No site passado por você o preço é de $78,00. Gostaria de saber se a diferença paga por vocês no guichê foi muito grande em relação aos sites citados em sua matéria.

    Obrigado
    Tiago

    • Gustavo Autor do post

      Tiago, não me lembro dos valores praticados pelas agências, mas como elas levam uma porcentagem da venda, os valores tendem a ser um pouco mais caros. Nós pagamos $77,50 RMB por trecho/pessoa até Hangzhou, e $39,50 RMB até Suzhou. Se puder, na volta dê um retorno aqui. Obrigado pela visita e boa viagem.

    • Gustavo Autor do post

      Italo, obrigado pela visita. Algumas informações adicionais sobre o ctrip: apesar dos preços serem competitivos, o site (que é chinês) cobra taxas salgadas para cartões de crédito estrangeiros. Outro ponto são os cancelamentos, o reembolso costuma demorar e as vezes dá dor de cabeça, para mais relatos que quem já comprou no ctrip clique aqui.

  • Gilberto Martin

    Prezados Viageiros
    Grato por todas as informações aqui no seu blog. Fizemos reservas pelo Booking mas não aparece como colocar o nome de vocês. Se possivel nos expliquem como fazer isso.

    • Erika

      Oi Gilberto, obrigada pela visita ao blog! Com relação ao Booking, você clicando nas caixas de pesquisa, nos links e banners do booking aqui no site eles reconhecem automaticamente que você fez a reserva através de nosso blog. Obrigada pela lembrança, ganhamos uma pequena comissão que nos ajuda a manter o blog o mais completo possível!

    • Gustavo Autor do post

      Marcelo, nós pagamos em dinheiro, não sei dizer se aceitam cartão. Um detalhe, em Pequim em alguns shoppings e centros comerciais tivemos problemas com o uso do cartão de crédito, então mesmo que aceitem não dá para confiar, eu levaria dinheiro para garantir – e as passagens são baratas. Já em Shanghai e Hong Kong funcionou sempre. Depois volte aqui para nos contar como foi. Boa sorte e boa viagem!

  • Rejane

    Olá!!
    Esto indo para Pequim em novembro e quero conhecer Shanghai. Amei as dicas, vão ajudar muito!
    Qual é o app que usaram para fazer a tradução para mandarim? Esse que aparece na tela do celular

    • Gustavo Autor do post

      Oi Rejane, quando fomos para a china usamos o app Pleco, é muito bom e tem a vantagem de funcionar offline. No entanto, a tela que vc citou foi uma “colinha” que fiz (usando o google translator), depois capturei a tela e deixei no rolo de fotos do meu celular. Obrigado pela visita ao blog e boa viagem!