O que fazer em Zurique: roteiro com principais atrações turísticas



Em 1 ou 2 dias você faz um roteiro básico em Zurique. A boa notícia é que é fácil conhecer os principais pontos turísticos a pé. Mesmo se cansar ou se tiver alguém com mobilidade reduzida em seu grupo de viagem, os Trams passam a todo momento e em vários pontos da cidade. Recomendo o app City Guide Zurich, desenvolvido pelo órgão oficial de Turismo da Suiça. Baixei pela App Store para meu iPhone os apps disponíveis de todas as cidades na Suiça –  Berna, Lucerna, Zurique e Basiléia – são bem completos e funcionam com o GPS do celular – ou seja, mesmo que você esteja sem internet, ele vai te dar a sua posição atualizada no mapa e te indicar o caminho a seguir para a próxima atração turística.

IMG_2283

O que fazer em Zurique? Veja nosso roteiro com os principais pontos turísticos da cidade

Nos baseamos no app e fizemos nossa rota, já tinha marcado também no Google Maps os pontos de interesse. A tecnologia tem ajudado muito os viajantes nos últimos tempos! O app tem dicas, fotos, mapas, roteiro sugeridos, super completo!

Se você quiser fazer compras, a Banhofstrasse e todas as ruas próximas a ela (você dá de cara com essa rua logo que sai da estação de trem central de Zurich (Banhof)) tem várias lojas, desde Apple Store, até H & M, Mammut, e grifes como Breguet, Rolex, Chanel, etc. Nessa região se vê muitos carrões. Zurique é uma das cidades com mais milionários no mundo.

IMG_2330

IMG_2338

Seguimos a caminhada até Lindenhof, um ponto mais alto na cidade, uma pracinha muito legal para admirar a vista da Old Town de Zurique e o Rio Limmat. Veja a diferença na paisagem nas estações da primavera e inverno:

IMG_0103

IMG_2300

IMG_2304

IMG_2303

IMG_2312

IMG_2297

Nos arredores de Lindenhof, muito comércio, com ruas estreitas e movimentadas:

IMG_2288

IMG_2292

IMG_2315

Outra imagem da região, mas na primavera:

IMG_0098

A St. Peter’s Church  também fica próxima o Lindenhof – da Idade Média até 1911, a torre da Igreja serviu como ponto de observação de ocorrências de incêndios na região.

IMG_7073

IMG_2321

Seguimos então para a famosa rua Augustinergasse, uma rua estreita com casinhas coloridas.

IMG_2327

IMG_2325

De lá para a próxima Igreja – Fraumünster, fundada no ano de 853!!!

IMG_2343

Atravessamos a ponte Münsterbrücke sobre o Rio Limmat agora para subir na Torre de observação (Karlsturm) da Catedral, Grossmünster – um dos cartões postais de Zurique.

iPhone - 226

IMG_2344

Por alguns trocados de euros, e um pouco de disposição –  suba os degraus até o topo da torre da igreja para ter uma vista panorâmica 360º de Zurique! Lá dentro, o ranking com as torres mais altas da Europa e algumas pinturas que retratam a cidade séculos atrás.

IMG_7089

IMG_2348IMG_2349

A vista lá de cima é bem legal, pena que subimos no inverno e o tempo não estava muito bom!

iPhone - 230

IMG_2354

IMG_2360

IMG_2362

As ruas em Zurique são limpas, planas, é muito agradável andar por lá. A cidade é civilizada e muito segura. Vale a pena pelo menos passar algumas horas e conhecer o básico.

IMG_7064

Também é muito agradável caminhar à beira do Lago Zurich e suas águas limpas, de onde partem diversos passeios de barco – no nosso caso, escolhemos um banco e ficamos conversando e vendo a vida passar. 🙂

IMG_0142

IMG_0131

Onde comer em Zurique? Veja nossas dicas de restaurantes

Experimentamos alguns restaurantes na cidade – e prepare o bolso, em qualquer lanche você vai gastar uma pequena fortuna. A não ser que você recorra aos supermercados, não tem muita escapatória!

Restaurante Churrasco: No centrinho turístico de Zurique, apesar do nome serve peixes, carnes e massas também. No dia em que fomos pegamos um menu do dia (entras, prato principal e sobremesa) para 2 pessoas e mais bebidas (suco para mim e cerveja para meu marido). Com o serviço, deu 85 CHF. Gostei da comida e voltaria. O garçom era indiano que tinha um inglês difícil de compreender, mas no fim deu tudo certo.

IMG_0111

IMG_0113

IMG_0116

Zeughauskeller: muito turístico e de inspiração alemã! Tem um cardápio enorme de cervejas e está sempre lotado. O preço é bom e come-se bem pois os pratos são bem servidos. Gastamos 120 CHF para 3 pessoas, apenas 1 prato principal para cada um (Wiener Schnitzel com batata rösti)  e 1 bebida para cada (1 água mineral, 1 taça de vinho branco e 1 cerveja).

IMG_2339

IMG_7079

IMG_7083

No inverno foi muito bom parar em uma barraquinha de rua e comer churros quentinhos com chocolate derretido! Custou 5 CHF.

IMG_7095

Mapa das Atrações Turísticas

Qual a melhor época do ano para viajar para Zurique?

Esta questão do clima para cidades maiores na Europa não acho que seja tão fundamental. Visitamos Zurique em maio (primavera) e 2 vezes em fevereiro (inverno). No frio e neve, o sightseeing fica comprometido, pois ninguém aguenta ficar muito tempo batendo perna com os termômetros marcando zero graus. Eu e meu marido não ligamos muito pra isso não! No frio ou no calor a gente vai, o que importa é viajar! O que me incomoda mesmo é chuva, afff :/

Mas claro que achei a cidade mais bonita, viva e colorida quando fui na primavera –  Zurique estava florida e alegre. Então se fosse indicar a alguém, recomendaria visitar na primavera e verão.

IMG_0101

IMG_0100

Quanto vou gastar em uma viagem para Zurique?

Zurique (e toda Suiça!) é uma cidade cara – hotéis caros, restaurantes caros. A sorte é que os passeios muitas vezes são contemplativos ou baratos – exceto se você for a algum evento específico, show, etc. Tendo ficado na cidade algumas vezes a turismo e outras também somente de passagem, em conexão para outra cidade européia ou para outra cidade da Suiça, achei interessante esta estimativa que encontrei em uma casa de câmbio do aeroporto de Zurique – pelo que gastei junto com meu marido nas vezes em que visitei Zurique, nossos gastos foram muito semelhantes:

IMG_5568

Transporte público em Zurique

A cidade não tem metrô – mas tem um completo sistema de Trams e os trens que abrangem a cidade e arredores. As máquinas para a compra de tickets são bem intuitivas (e tem vários idiomas disponíveis). Meu marido já está craque 😀 Compramos bilhetes na Suíça como compramos aqui em SP de tão familiarizados que estamos!

No entanto, se é sua primeira vez na cidade, ou você está inseguro e com medo de não fazer besteira, no aeroporto mesmo peça ajuda nos guichês ou mesmo para o atendente que fica perto das máquinas para lhe ajudar a comprar ou mesmo para lhe explicar como funciona. Geralmente os suíços são muito educados e certamente serão muito gentis na hora de te ajudar, e depois quando chegar sua hora de comprar na cidade você vai se sentir mais confiante.

Para mais informações, consulte o site oficial do sistema de transporte público da Suiça, você pode consultar as opções de trens partindo de Zurich para qualquer outro lugar/cidade na Suíça, com horários, em qual plataforma pegar o trem, o site é nota 10, super organizado!

IMG_0149

Chocolates Suiços

Gente, ir para a Suiça e não comer nem um chocolatinho não dá! Lá tem inúmeras lojas e marcas, conhecidas e desconhecidas dos brasileiros. Dentre as famosas, a Lindt faz sucesso no Brasil mesmo com seus preços absurdos. Dica: Vá em qualquer supermercado na Suiça e encontre os mesmos e outros que só tem na Europa pagando metade do preço. Esses emoticons da Lindt de chocolate ao leite paguei os 2 por 1,99 CHF em promoção no mercado Coop.

IMG_5687

Mas se você quer um chocolate BOM mesmo, experimente os da Sprüngli. Fico salivando de lembrar. Paguei 25 CHF por uma caixinha com trufas sortidas, uma fortuna, mas quer saber… valeu cada centavo!

IMG_5688

IMG_5690

Onde ficar em Zurique – dicas de hotéis

Bom, fiz um post só falando disso aqui no blog! Para conferir os hotéis em que já nos hospedamos na cidade , clique aqui.

Ou, se quiser procurar os melhores preços de hotéis e reservar, pesquise em nosso parceiro, Booking.com:

Booking.com

E você, tem dicas de Zurique para compartilhar? Deixe nas caixas de comentários!

Até a próxima trip!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *