Top 10 coisas para se fazer em Shanghai 4



Shanghai (ou Xangai) é uma cidade agitada e cosmopolita. Saiba o que fazer e conhecer nesta metrópole que agrada a todos os amantes de grandes centros urbanos (como eu!). Em nossa trip para a China, ficamos alguns dias na cidade e deu para aproveitar bem e conhecer vários pontos turísticos, fazer bate-voltas de trem-bala para cidades próximas e ainda sobrou tempo para voltar nos lugares que mais gostamos. Neste post, listo 10 coisas muito importantes ou turísticas ou que considero atividades interessantes na cidade. Vamos ao nosso Top 10 atrações imperdíveis em Xangai!

O que ver, fazer e visitar em Shanghai (Xangai)? Top 10 atrações:

1. O bonito Skyline de Xangai

Um dos mais bonitos e modernos Skylines do mundo: De dia e à noite, vale apreciar os grandes edifícios de Pudong…de cair o queixo! Virou um ritual, pois todas as noites na cidade a gente dava um jeito de ir pro calçadão admirar esta vista! Uma multidão de turistas se aglomera na região, que tem um bonito paisagismo e alguns hotéis e restaurantes nos arredores.

T4i_3272

T4i_3479

2. Admirar a cidade de Xangai de um de seus observatórios

Ver a cidade do alto, de um dos vários prédios da cidade que oferecem vista panorâmica. Tivemos a experiência de visitar 2 deles em nossa visita à cidade de Xangai – a Pearl Tower (Torre Pérola) e o World Financial Center) e ainda tem a Jin Mao Tower e o mais recente arranha-céu, Shanghai Tower, o 2º prédio mais alto do mundo, que não fomos na época pois não estava pronto, mas deve ser muito legal também. Além de imponentes skyscrapers bonitos por fora, ainda possuem esses mirantes que os turistas adoram!

Visite os sites oficiais para planejar sua visita:

T4i_3747

IMG_3763

IMG_3818

3. Conhecer a região do Bund

Andar e caminhar pelo Bund, com seus prédios históricos que remetem à época colonial – dentre as construções mais notáveis, que você verá a Casa da Alfândega, Chartered Bank, Hong Kong & Shanghai Bank (de 1921 e considerado um dos mais belos prédios da Ásia), dentre outros.

IMG_2250

4. Conhecer a região de Pudong

Explorar Pudong a pé, admirando os arranha-céus mega modernos de pertinho e/ou fazer compras nos diversos shoppings da região (há pelo menos uns 3 mega shoppings de vários andares por ali), além de restaurantes e também uma bonita Apple Store. A região de Pudong fica à frente do Bund, só que do outro lado do Rio Huangpu. Onde antes havia uma área perigosa e decadente da cidade, desde 1990 virou Zona Especial econômica e com isso vieram os famosos e imponentes prédios do hoje bem sucedido centro financeiro e comercial.

T4i_3736

IMG_2263

IMG_2645

5. Visitar um templo chinês (Jing’an Temple e Yu Garden)

Xangai possui alguns templos e se você não conhece outras regiões da China e quer boas fotos ou tem interesse em conhecer um, como o Jing’an Temple ou Yu Garden, é uma boa oportunidade. Achei eles mais muvucados e menos bonitos do que os de Suzhou ou Pequim, e tinham aquela cara mais “sofisticada” para turista ver, mas só indo para saber se você vai gostar ou não. Considero dispensável se você for passar por outras cidades chinesas.

Jing’an Temple – É um templo acessível, chega-se de metrô ou ônibus e é super procurados para oferendas de moedas e pedidos de sucesso financeiro. No local também há culto aos antepassados e na década de 30, era o templo budista mais rico de Xangai.

IMG_4183

IMG_4185

Templo Yu Garden – O local é bem bonito, mas as lojas e as multidões podem estragar um pouco o passeio! Se for bem cedo, talvez tenha uma experiência mais agradável! Não deixe de visitar a Casa de Chá Huxingting, o Jardim de Pedras e se quiser comprar algo, tente o Bazar que abriga lojas em prédios restaurados (que parecem ser antigos mas não são).

IMG_5376

6. Usar o metrô de Xangai – um dos mais modernos e completos do mundo

Evite pegar táxi e/ou andar de carro: o transporte público é ótimo e barato. O metrô te leva pra todo lugar! É um dos melhores do mundo, aproveite!

IMG_4206

IMG_2355

7. Andar de trem Maglev a 400 km/h!

Se for utilizar o aeroporto de Pudong na chegada ou saída da cidade, experimente pegar o maglev que liga o aeroporto ao metrô da cidade. “Só” 400 e tantos km por hora! Muito legal. Dá um pouco de medo, mas a tecnologia dos “trens que levitam” é impressionante!

IMG_5422

8. Bairros French Concession e Xintiandi

O lado moderninho e meio europeu do bairro French Concession e Xintiandi: restaurantes descolados, lojas, cafés, barzinhos e vida noturna animada, com um público que mistura turistas, classe média alta chinesa e gringos que habitam a cidade. Se esta é sua praia, não deixe de dar um pulinho!

IMG_4253

IMG_4284

Comemos um foundue dos deuses na Haagen Dazs….hmm olha aí:

IMG_4269

9. Nanjing Road

Andar na Nanjing Road, e passear por suas lojas, ver o que é multidão de verdade, observar moradores fazendo aulas de tai chi chuan e kung fu ao ar livre, além de opções de restaurantes e hotéis.

T4i_3435

À noite, a Nanjing Road fica toda iluminada e colorida com as placas de Neon!

T4i_3472

T4i_3214

10. Centro de Xangai: Praça do Povo, Museu de Xangai, Shanghai Theatre

Explorar o Parque e praça do Povo, bem no centrão da cidade. Por ali estão o Museu de Xangai, O Shanghai Theatre e o Urban planning exhibition center. Além destas atrações, caminhar ou sentar num banco e ver a vida passar é uma ótima maneira de observar os locais. Curiosidade: Ainda nos dias atuais, 1 vez por semana centenas de chineses idosos e de meia idade levam fotos e “currículos” de seus filhos e filhas para tentar arranjar casamentos. Mesmo com a inserção da mulher no mercado de trabalho e apesar da modernidade e toque “ocidental”, Xangai ainda preserva este “encontro”  que acontece há anos no Parque, uma tradição. Não chegamos a presenciar a tal “feira de casamentos”, mas você pode ler mais aqui.

T4i_3365

IMG_2165

T4i_3409

T4i_3383

Para cumprir toda essa maratona, é imprescindível escolher um bom hotel para descansar e relaxar ao fim do dia. Hotéis confortáveis e com preços bons é uma das vantagens de uma viagem a Shanghai – é uma metrópole mais em conta do que NY, Paris ou Hong Kong. No site da Trivago , você seleciona hotéis de acordo com seu orçamento para a viagem. Lembre-se de considerar o nível de conforto e a localização, fundamentais na escolha de um bom hotel. Nós ficamos na Nanjing Road, distante poucos minutos caminhando do Bund e praticamente ao lado de uma estação de metrô. Foi uma excelente escolha considerando que estávamos na cidade a turismo.

O ideal para explorar e conhecer razoavelmente bem Shanghai, em minha opinião, é uma estadia mínima de 3 dias. Nós ficamos 6 porque gostamos de grandes cidades e também porque visitamos duas belíssimas cidades próximas em passeios de 1 dia. Para saber mais, confira os links abaixo:

Até a próxima trip!

*Este post contém publicidade


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 pensamentos em “Top 10 coisas para se fazer em Shanghai

  • Andreia Fernandez

    Olá, descobri seu blog através VnV do Ricardo!
    Estou indo à china em setembro pra fazer um curso por lá, e quando terminar penso em ficar mais uns dias por la, Meu roteiro é assim: 8 noites em Beijin, 06 noites em Shandong e 05 noites em Tianjin, depois volto a Beijin e pensei em de lá ir para Shanghai e depois Hong Kong, mais nunca visitei a China e é verdade que se fala muito pouco o inglês por lá? Preciso de dicas de locomoção de beijin até Shanghai e de Shanghai até Hong Kong, você pode me ajudar? Obrigada desde já! Andreia Fernandez.

    • Erika Autor do post

      Oi Andreia, com relação ao inglês, hoje em dia não é mais tão difícil quanto anos atrás. É difícil a comunicação realmente, mas sobrevivemos. Nos pontos turísticos e hotéis, todo mundo fala um pouco.
      Quanto aos deslocamentos, fiz Pequim-shangai e Shangai -HOng Kong de avião. Para pegar mais dicas pode ver os posts já publicados sobre a China aqui no blog (e ainda tem vários outros que serão publicados) todas as dicas que eu tiver estão dadas nas matérias.
      obrigada pela visita.