O que fazer em Siem Reap: Templos principais e atrações



Hoje no blog, você vai saber o que fazer em Siem Reap, no Camboja. Um guia de viagem simples e objetivo, com as melhores atrações da cidade – desde os templos principais no complexo de Angkor até compras e museus. Também damos dicas de segurança, saúde e indicamos a melhor época para visitar. Siem Reap é uma das cidades mais populares entre os turistas que viajam ao Sudeste Asiático. Nós ficamos 4 noites na cidade e foi tempo suficiente para explorar os templos e realizar outras atividades.

O que fazer em Siem Reap

O principal motivo que leva os viajantes a Siem Reap, no Camboja, é sem dúvida a quantidade de templos e ruínas do complexo de Angkor, uma das capitais do antigo Império Khmer e hoje Patrimônio da Unesco. Mas a cidade também oferece o contato com uma cultura bem diferente da que nós, ocidentais, estamos acostumados e o contato com um povo simpático e sorridente. Uma das vantagens desse destino turístico são os preços acessíveis e uma excelente estrutura – com diversos restaurantes, centros de compras e hotéis para todos os bolsos.

Templos de Angkor

A atração n°1 em Siem Reap é a visita a alguns entre as dezenas de templos em Angkor, destacam-se o Angkor Wat, maior construção religiosa do mundo, com elementos hindus e budistas, o templo Bayon, com várias faces gigantes esculpidas nas pedras e o Ta Phrom, o templo onde foi filmado Tomb Raider, filme estrelado por Angelina Jolie. Ainda destacamos os templos Ta Keo, Preah Khan e Banteay Srei entre os nossos preferidos e mais bonitos.

Templo Angkor Wat Camboja

Templo Angkor Wat

Deslumbramento: esta é a sensação ao caminharmos pelos corredores, colunas e jardim do imenso Angkor Wat, o templo principal de todo o complexo Angkor – sua imagem estampa a bandeira do país, tão grande é a importância deste sítio arqueológico para a cultura local.

O templo também é muito procurado para o nascer do sol – atividade que inclui acordar bem cedo, caminhar no escuro e paciência para lidar com uma pequena multidão que também quer presenciar a alvorada.

Nascer do sol Angkor Wat Camboja

Nascer do sol em Angkor Wat

Nós combinamos com o motorista do Tuk Tuk, que nos pegou no hotel ainda de madrugada, nos aguardou no local e depois nos levou para o hotel e para as outras atividades do dia. Após fotografar o nascer do sol, você pode tanto começar sua visita fazendo algum dos circuitos dos templos (nesse caso, leve lanches com você) ou retornar ao seu hotel – nós fizemos isso. Fomos tomar café da manhã no hotel, descansamos 1 hora e depois seguimos para um outro templo mais afastado da cidade.

O templo Bayon foi um dos meus favoritos – os imensos rostos presentes em diversas torres do templo chamam atenção! Sua história é bem complexa em termos de significado, mas o fato é que o local serviu de centro religioso para hindus e budistas. Originalmente eram quase 50 torres com faces para todos os pontos cardeais, mas infelizmente apenas parte delas continua de pé.

Templo Bayon Camboja

Templo Bayon

O Ta Phrom (do final do séc. XII ao séc. XIII) é um dos templos mais impressionantes de Angkor, uma vez que as ruínas se misturaram à natureza – troncos de árvores retorcidos e enormes parecem ter “abraçado” diversas partes do que sobrou das construções.

Ta Phrom

Ta Phrom

Depois do filme Tomb Raider, que teve cenas filmadas por ali, a popularidade do local só aumentou, tanto que é um dos templos mais visitados (e lotados!) de Angkor.

Angkor tem diversos templos, nós visitamos no total 15 deles em 2 dias e meio, pois no 3° dia em Siem Reap voltamos à Angkor Wat para assistir ao nascer do sol e no mesmo dia visitamos o templo de Banteay Srei, um templo que fica mais afastado (pouco mais de 1h de tuk tuk partindo de de Siem Reap), mas que vale muito a pena pela riqueza de detalhes.

Banteay Srei

Banteay Srei

Para conhecer outros templos, planejar sua visita, itinerários, consultar preços de ingressos, obter dicas de transporte para os templos e outras informações úteis, consulte nossa matéria específica:

Pub Street & Night Market

Uma das atrações mais populares em Siem Reap é bater perna no Night Market, que fica lotado de gente diariamente. Há diversas lojas e barraquinhas vendendo todo tipo de bugiganga nesse pedacinho barulhento da cidade.

Night Market Camboja

A Pub Street é a área mais animada de Siem Reap. A região é exclusiva para pedestres e há muitos bares, restaurantes e festas com DJ e música ao vivo. Como não somos muito de balada, demos apenas uma passadinha no local e tiramos algumas fotos.

Pub Street Camboja

Feiras de Artesanato

Em Siem Reap vimos muitas feirinhas de artesanato, então é uma boa opção de passeio na cidade para o final do dia. Há desde tranqueiras made in China até bonitas peças de fabricação local. Só cuidado para não levar gato por lebre! Algumas lojas (mais caras e com produtos de melhor acabamento), têm preços etiquetados e fornecem nota fiscal, outros locais exigem negociação na hora de fechar o preço.

Andar de Tuk Tuk

Com certeza você vai precisar de uma corrida de tuk tuk em algum momento na sua viagem por Siem Reap. Não é lá muito seguro, mas é divertido e é o meio de transporte oficial do Sudeste Asiático! Nós não só fizemos os circuitos dos templos 100% de Tuk Tuk, como também usamos este meio de transporte para nos locomover pela cidade, seja para explorar as outras atrações turísticas ou para ir do hotel a algum restaurante e vice-versa. As corridas no centro são tabeladas – 2 USD cada.

Tuk Tuk Camboja

Em um fim de tarde, nós fomos inventar moda de andar 5 quarteirões pois achamos que não era necessário o tuk tuk. Pensamos: “é perto o restaurante que queremos ir”, mas as ruas são péssimas para andar, tem cachorro, galinha, muita sujeira e lixo e muitas ruas não tem calçadas. Melhor pagar o tuk tuk!

Angkor Royal Museum

Um local para visitar em Siem Reap se você quer conhecer mais da arte e cultura Khmer. O Museu Nacional de Angkor é um museu arqueológico dedicado à preservação e exposição de diversos objetos de Angkor e aborda a história do Império Khmer ao longo do tempo. Fica em um bonito prédio no centro da cidade. O ingresso custa 12 USD. Consulte o site oficial para mais informações.

Landmine Museum

Um lugar super interessante para conhecer em Siem Reap, já que mostra um panorama de como as minas terrestres afetaram – e ainda afetam –  a vida das pessoas no interior do país. Infelizmente o Camboja é um dos países com a maior quantidade de minas terrestres no mundo, como resultado de décadas de conflitos – dentre eles guerra civis, o regime comunista Khmer vermelho e o genocídio comandado pelo ditador Pol Pot, ocupação vietnamita e bombardeios dos Estados Unidos.

Landmine Museum Camboja

O museu foi idéia de Aki Ra, um cambojano que foi soldado do regime comunista quando criança e, mais tarde, dedicou seu tempo para ajudar a limpar as vilas, desarmando as bombas que ele mesmo havia plantado a mando do Khmer Vermelho. Seu trabalho cresceu e hoje atinge positivamente a vida de várias comunidades, ajudando crianças e jovens a estudar.

Seja para saber mais sobre a história de vida do fundador, ou ver a exposição de bombas e outros artefatos, mapas e mais objetos ligados ao tema, vale a pena visitar o Museu! Abre todos os dias das 7:30h às 17:30h e a entrada custa 5 USD.

Compras em Siem Reap

Além das opções locais de artesanato e roupas, tecidos e calçados locais, há também as lojas de marcas famosas. Pertinho do Night Market, encontramos uma loja duty free multimarcas com excelente preços. Vimos roupas, mochilas, tênis, acessórios e bolsas da Calvin Klein, The North Face, Nike e Under Armour por preços a partir de 20 USD! Foi uma surpresa, não esperávamos achar preços tão bons no Camboja!

Contato com o povo local

Em Siem Reap podemos perceber que a vida é simples e difícil para a maior parte da população. Todas as pessoas com quem tivemos chance de conversar e conviver ainda que por pouco tempo foram muito educadas, sorridentes e gentis. O povo cambojano tem a fama de ser amável e de sorriso fácil e realmente tivemos essa experiência super positiva durante a viagem.

As crianças mais fofinhas que você vai encontrar na vida são as cambojanas, é uma pena que grande parte delas esteja condenada a uma vida de pobreza e evasão das escolas. Nos templos vimos muitas crianças trabalhando quando deveriam estar na escola. Ao mesmo tempo, é difícil saber como agir porque vemos a situação delas e queremos comprar algo para poder ajudar.

Como o Camboja é um país budista (mais de 90% da população segue esta religião), é muito comum ver monges circulando pelos templos e na cidade. Geralmente andando em grupos e com vestimentas de cor laranja, eles chamam a atenção dos turistas. Seja discreto na hora de fotografar!

monjes camboja

DICAS GERAIS DE VIAGEM PARA SIEM REAP:

  • Documentos para viagem a Siem Reap, no Camboja: Para brasileiros, é necessário passaporte válido e visto de turismo (que pode ser obtido na chegada ao país, diretamente no aeroporto, ou pela internet. Nós fizemos pelo site oficial e recebemos o visto em menos de 24 horas! Mais uma coisa: não foi pedido, mas nós levamos o certificado internacional de vacina de febre amarela, como essas coisas mudam de uma hora para outra, preferimos levar e deixar junto ao passaporte.
  • Que moeda levar? Apesar de o Camboja ter sua moeda oficial, o Riel, leve dólares americanos e cartão de crédito ou débito. Todos os lugares turísticos aceitam USD em espécie, desde a bilheteria dos templos, até hotéis, restaurantes, lojas e tuk tuks. Provavelmente você vai receber notas da moeda local como troco, mas é tão pouco que você pode dar de gorjeta nos locais ou mesmo guardar como souvenir.
  • Saúde: Infelizmente os padrões de higiene e saúde no Sudeste Asiático estão abaixo do que estamos acostumados no Brasil. Tome cuidado ao comer alimentos crus e com casca, como frutas e saladas. Água somente engarrafada! Leve um kit farmácia na mala com seus remédios de uso frequente e também para dor, febre, e outros casos comuns que podem aparecer durante a viagem. Contrate um seguro viagem, não é obrigatório mas é recomendável!
  • Segurança: Achamos seguro andar por Siem Reap e nos templos. Crimes com armas de fogo são coisas raríssimas por lá, a cidade é bem turística e segura em geral. Tome cuidado com batedores de carteira nos lugares de mais movimento e enquanto estiver nos tuk tuk e nas ruas, segure bem bolsas, mochilas e sacolas, pois há um tipo de crime comum por lá: Bag Snatching. É comum oportunistas aparecerem em motos e puxarem bolsas e outros pertences de turistas distraídos e desavisados, parados na rua ou mesmo em movimento, nos tuk tuk.
  • Melhor época para visitar Siem Reap e os Templos de Angkor: de Novembro a Março, quando o tempo é seco e menos quente – é também a alta temporada do turismo na cidade. Mesmo assim, nós passamos muito calor! A única coisa ruim do tempo que pegamos lá foi que, por ser época de seca (fomos no final de janeiro), pegamos um ar bem poluído, que deixa o céu meio opaco e o sol um pouco “sem cor”. O problema de ir em outra época é justamente o calor insuportável dos meses de abril e maio e as chuvas torrenciais de agosto a outubro, que podem atrapalhar um pouco as andanças pelos templos.
  • Onde comer em Siem Reap: para ver nossas dicas de restaurantes, clique aqui.
  • Internet e Chip de Celular: Os chips de internet 3G/4G no Camboja são bem baratos e funcionam super bem. Compramos 1 plano de dados muito bom por excelente preço, você pode comprar nas lojas na cidade ou no aeroporto. Leia nossa matéria sobre onde comprar o chip de celular em Siem Reap, clicando aqui.

Seguindo viagem pelo Sudeste Asiático? Veja também nossas matérias da Tailândia, Laos, Malásia, Cingapura e Indonésia!

Reserve seu hotel em Siem Reap no Camboja com as melhores tarifas, através de nosso parceiro Booking! Você não paga nada a mais por isso, e nós ganhamos uma pequena comissão. Desta forma, você estará ajudando nosso site a trazer novidades e produzir guias de destinos como este! Muito obrigada!

Booking.com

Até a próxima trip!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *