Como é a visita à Caverna do Diabo, a maior do estado de São Paulo 2



Visitamos a Caverna do Diabo, também conhecida como Gruta da Tapagem (nome oficial). Fica a 25 quilômetros do município de Eldorado, sul do estado de São Paulo. A caverna é enorme, repleta de espeleotemas, que impressionam não só pelo tamanho como também pelo nível de detalhe. É a maior caverna do estado.

Caverna do Diabo milhares espeleotemas estalactitis estalagmites

Espeleotema vem do grego spelaion (caverna) e thema (depósito). Traduzindo ao pé da letra significa depósito de caverna. Quando chove, a água penetra no solo e carrega consigo minerais. Ao encontrar um buraco (uma caverna!) ela começa a pingar. A repetição desse pinga pinga, por milhares de anos, levou à formação de todas essas formas bizarras da caverna do diabo.

Na foto abaixo, o impacto de uma dessas gotas, congelado no tempo:

formação de uma estalagmite - gota a gota caverna do diabo

Observem bem: aí está nascendo uma estalagmite – tipo de espeleotema vertical, que cresce de baixo para cima.  Notem a coroa branca de minerais depositados no fundo da mini poça d’água. De tanto pingar, por deposição de minerais, essa coroa vai crescer… e se transformar nisto:

Uma estalagmite jovem, em crescimento caverna do diabo

Aqui, uma mais crescidinha:

Estalagmite em crescimento na caverna do diabo

E quem sabe, daqui a milhares de anos, teremos isto:

IMG_5624

ou isto:

Estalactites e Estalagmites na Caverna do diabo

Agora, observem na foto acima. Além das estalagmites, que crescem a partir do chão, há um outro tipo de espeleotema, que cresce do teto. São as estatactites, que nascem de cima para baixo. E geralmente, onde há estalagmites, há estalactites. Frequentemente ocorrem juntas porque são originadas pela mesma gota, que pinga do teto para o chão.

IMG_5622

Estalagtites quebradas na Caverna do diabo

Na foto acima, uma pena, muitas estalactites quebradas, provavelmente um bando de sem noção arrancou suas pontas para levar de souvenir… só não sabem que isso aí demorou milhares de anos para se formar, e se todo mundo fizer isso, não vai sobrar nada para se ver amanhã.

Além, disso, que graça tem ver uma ponta quebrada de um espeleotema na sala da sua casa, quando o impressionante é vê-lo no próprio lugar, na posição em que nasceu e em conjunto com milhares de outros.

Há inúmeras outras formações, uma mais incrível que a outra. Olhem só essas aqui:

Espeleotema impressionante na Caverna do Diabo

Espeleotema em forma de cogumelo ou couve-flor ? Caverna do Diabo

Seria por isso que a caverna recebeu o nome que tem ?

Espeleotema em forma cérebro - Caverna do Diabo

Essa aí de cima parece um cérebro…

Espeleotema enorme - Caverna do Diabo

Realmente impressionam…

IMG_5583

Quando as estalactites encontram as estalagmites, formam colunas…

Espeleotema em forma de cortina - Caverna do Diabo

… simplesmente fantástico!!!

um espeleotema mais bonito que o outro... Caverna do Diabo

São tantos os espeleotemas que alguns até se parecem com bichos…

espeleotema formato cachorro tatu Caverna do Diabo

… seria um cachorro na foto acima? ou um tatu?!

rosto do diabo - Caverna do Diabo

Dizem que nesta aí de cima, “aparece” o rosto do diabo … consegue vê-lo?

Como é a visita: tempo de visitação e infraestrutura

A visitação interna da caverna é assistida por um guia, em grupos de até 12 pessoas. Na foto abaixo, nosso guia iluminava os espeleotemas com uma lanterna amarela, ajudando a Erika a fotografá-los.

Caverna diabo visita com guia

A cada 20 minutos, é permitida a entrada de um grupo na caverna. Uma vez lá dentro, a permanência máxima é de 1 hora.

Forma espeleotema depende vento Caverna do diabo

A iluminação é relativamente fraca, para não danificar os espeleotemas. Mas o suficiente para você apreciar toda a beleza do lugar. Nestas fotos, os espeleotemas ficaram com esse formato pela ação do vento: a deposição de minerais ocorre não só para baixo, mas também para o lado, formando cortinas.

Caverna do diabo - intra estrutura, iluminação e passarelas

Como a iluminação é fraca, uma boa regulagem na sua máquina fotográfica vai diminuir a chance de fotos tremidas nesse ambiente com pouca luz. Use ISO acima de 300, mas não exagere, ou suas fotos podem ficar muito granuladas. Leve também um tripé, caso possua. Vai permitir a você aumentar o tempo de exposição.

Caverna do diabo - intra estrutura, iluminação e passarelas

Ao todo, são 700 metros de trilhas, passarelas, pontes e escadas.

Caverna do diabo - intra estrutura, iluminação e passarelas

Infraestrutura do Parque

Há estacionamento, banheiros, uma lojinha de souvenirs, trilhas, tudo muito bem sinalizado.

Caverna do diabo - intra estrutura, placas indicações ingressos, sanitários

A partir deste ponto, o acesso é somente com guias/monitores:

IMG_5538

A entrada da caverna:

Entrada da Caverna do diabo

Onde fica e Como Chegar

Para quem vem de São Paulo ou Curitiba, o acesso é pela rodovia Régis Bittencourt, depois SP165. Há placas indicando o caminho. Pegue a saída para Eldorado.

Caverna do diabo - placas indicam o caminho na estrada  Caverna do diabo - placas indicam o caminho na estrada

Na entrada da cidade de Eldorado (SP-165), você vai se deparar com esse portal temático da caverna do diabo, cheio de “espeleotemas”!!

Portal espeleotema temático perdo da Caverna do diabo

Continue pela SP-165.

IMG_1566

Mais detalhes você encontra no mapa abaixo. A bandeirinha azul marca a localização da Caverna do Diabo.

Essa foi a nossa segunda experiência em cavernas. A primeira que visitamos foi em Bonito – Abismo Anhumas e Grutas de São Miguel. O Abismo Anhumas impressiona pelo tamanho, dificuldade de acesso (por rapel) e lago interno. Já a Caverna do Diabo destaca-se pela maior infraestrutura, facilidade de acesso e quantidade/diversidade de espeleotemas. Vale muito a pena a visita.

Para maiores informações consulte o site oficial do Parque Estadual Caverna do Diabo

Até a próxima trip!!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “Como é a visita à Caverna do Diabo, a maior do estado de São Paulo