Roteiro de 1 dia em Luxemburgo 8



Pense em um dos menores países do continente europeu, mas que seja um grande centro financeiro internacional, tenha um dos maiores PIB per capita do mundo e uma história de vários séculos, muito verde, vales, florestas e castelos. E soma-se a essa paisagem o fato de estarmos falando de um grão-ducado – um território no qual a autoridade máxima é um grão-duque ou uma grã-duquesa – e este grão-ducado ser o único existente atualmente. Estamos falando de Luxemburgo. Este pequeno país no meio de países tão turísticos como Alemanha e França acaba ficando esquecido nas rotas turísticas tradicionais. É até um espanto saber que ele está a pouco mais de 2h de trem rápido de Paris. A matéria de hoje aqui no blog vai mostrar um pouco do nosso dia de turismo em Luxemburgo. Fizemos um bate-volta de Paris e conhecemos a capital, cidade de Luxemburgo. Então teremos dicas para você montar seu roteiro de 1 dia e saber o que fazer na cidade.

IMG_0165_2

O interior do país é ainda menos conhecido, mas não menos belo, e ainda tem o castelo de Vianden que queremos conhecer em uma próxima oportunidade. Visitar Luxemburgo é sem contra-indicações: tem trens diários de/para várias cidades da Europa, a moeda é o Euro e não é preciso nenhum documento necessário além de um passaporte válido (para brasileiros). Uma curiosidade: há muitos portugueses morando e trabalhando em Luxemburgo. Por alguns instantes nos sentíamos em Portugal, eram muitos mesmo!

IMG_0139_2

Era por volta de 1,5 km de caminhada da estação de trem até o centro histórico. Resolvemos ir caminhando em vez de ir de táxi ou ônibus. Existe também , para quem for ficar mais tempo, um sistema de aluguel de bikes que me pareceu interessante, e também vimos vários trechos de ciclovia por onde passamos. A cidade está localizada no alto de montes e penhascos, sobre os vales de Alzete e Pétrusse. Cresceu ao redor do castelo, que por sua vez foi construído sobre o rochedo Bock (Rocher du Bock).

Abaixo, a estação de trem de Luxemburgo, onde se inicia nosso passeio:

GOPR0737

O que fazer em Luxemburgo?

Nossa primeira parada foi na bonita Place de La Constitution, com jardins, a bandeira do grão ducado hasteada e um pouco mais à frente um obelisco (Monument of Remembrance). O dia estava frio (fizemos a visita no mês de junho) por volta de 14ºC e alternava períodos de céu azul com muitas nuvens, até que no fim do dia ficou choveu mais forte. Fomos adaptando o passeio como dava.

IMG_9137

GOPR0743

Próxima dali estava a Cathédrale Notre-Dame, onde tiramos algumas fotos e seguimos para a Place d’Armes, onde há restaurantes e lojas. Nesta região, a Rue du Curé é a mais movimentada e concorrida.

GOPR0793

IMG_9163

GOPR0755

GOPR0756

Almoçamos em um dos restaurantes da Place d’Armes – no La Boucherie restaurant, simples, mas bom e com preços aceitáveis. Por EUR 17, pegamos um prato com um bom steak grelhado (acompanhado de molho à escolha), legumes (ratatouille) e fritas. Água e couvert com pães e salgadinhos foram cortesia.

IMG_0145_2

De sobremesa, paramos nesta loja que chamou nossa atenção: Kaempff – Kohler, com doces muito bem elaborados e uma vitrine colorida para seduzir todos os amantes de doces! Escolhemos 2 diferentes e posso dizer que foram 12 EUR muito bem gastos!

GOPR0759

De barriga (bem) cheia, seguimos rumo à Place Guillaume II, onde fica a prefeitura da cidade (Hotel de Ville). Há um imenso espaço ali e vários eventos ocorrem aos fins de semana. No dia da nossa visita (uma segunda-feira), havia muitas crianças participando de gincanas.

GOPR0761

Em nossa caminhada ainda tirei uma foto na Place Clairefountaine:

GOPR0765

Seguimos adiante a nos deparamos com o Palais Grand-Ducal, que já serviu de sede da prefeitura, residência real, e hoje pode receber visitas agendadas. Não o visitamos internamente, mas vale pelo menos dar uma passadinha por ali!

GOPR0769

IMG_9177

Tinha uns guardas (bonitões) por ali e as meninas adolescentes que estavam passando ficaram cantando um deles mas ele parecia uma estátua! Não desviava o olhar, não sorria, não falava, apesar dos apelos das jovens. Somente dava seus passos contados e ficava na posição designada. As meninas não desistiram e tiraram uma selfie com ele mesmo assim!!! Achei uma cena bem inusitada!

IMG_9171

Ali ao lado do palácio vimos um carrinho vendendo Gelato e não pensamos 2 vezes para comprar! Muito bom!

IMG_9191

Luxemburgo enfeitada com bandeiras de vários países…

IMG_9184

Um grupo escolar passeia pelo centro da cidade de Luxemburgo…

IMG_9199

Gostamos bastante da cidade. Estava tranquilo, sem muitos turistas e nada de multidão (exceto pelos grupos enormes de chineses, que atualmente estão em todo lugar!). Continuamos nosso caminho agora para tirar as clássicas fotos de Luxemburgo, seguimos para o Chemin de la Corniche, de onde se tem belas vistas da cidade e do Grund (cidade baixa), passamos em frente ao Museu de história da cidade de Luxemburgo, mas como não teríamos tempo de visitá-lo, fica a foto da fachada:

IMG_9201

O Chemin de La Corniche leva até os casemates du Bock e casemates de la Pétrusse. As vistas são estonteantes e cartão-postal da cidade. Ficamos umas 2 horas admirando a vista, enquanto caminhávamos e fotografávamos alucinadamente. O lugar é lindo demais e não à toa a parte antiga da cidade e suas fortificações são patrimônio da humanidade pela Unesco.

IMG_9231

IMG_0170_2

IMG_9253

IMG_9258

IMG_0177

Depois da caminhada pela corniche, chegamos aos casemates que mencionei acima. Trata-se de redes de galerias subterrâneas, datadas do séc XVII, que serviram de abatedouros, oficinas, cozinhas , padarias e depois serviram de abrigos a soldados, em épocas de guerra. Para visitar os casemates, adentramos um museu (pago, EUR 3,00) explicando a história do local, um passeio diferente e interessante!

IMG_0185_2

IMG_0186_2

IMG_0189

IMG_9306

Depois da visita, voltamos caminhando por um lado mais comercial da cidade rumo à estação de trem. Chegamos em Luxemburgo por volta das 10:30h da manhã e nosso trem de retorno a Paris estava marcado para as  19:30h. Este tempo foi mais do que suficiente para visitarmos as principais atrações, fazermos pausas para descansar, ter tempo para fotografar com calma, pausa para o almoço e lanche. Ainda deu tempo de eu comprar uma bolsa na ESPRIT e o Gustavo comprou um HD novo para o nosso iMac na Saturn.

GOPR0788

IMG_9324

IMG_9351

Espero que tenham gostado do que mostramos do país de Luxemburgo, foi uma visita rápida, mas intensa!

Sigam-nos no instagram @proximatrip e FB: facebook.com/proximatrip

Até a próxima trip!

Para conseguir as melhores tarifas nos hotéis, reserve através de nosso parceiro, Booking.com:

Booking.com

 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 pensamentos em “Roteiro de 1 dia em Luxemburgo

  • Felipe

    Boa tarde, vou passar minha lua de mel no antigo continente e resolvi fazer uma viagem a Paris, Bruxelas e cidades cervejeiras, Antuerpia, conhecer a fronteira de Baarle-Hertog x Baarle-Nassau, Amsterdam, Colônia, Frankfurt, Luxemburgo e voltar a Paris para voltar ao RJ, adorei as dicas de vocês, estava totalmente perdido sobre Luxemburgo, apesar de ouvir falar muito, não tinha idéia, vou tentar seguir o roteiro de vocês, eu estarei de carro, mas gostaria de saber se izeram tudo a pé, e se é possível, claro, vou pesquisar no MAPS, minha ferramenta preferida nas programações dos meus roteiros. Muito Obrigado e parabéns pela matéria, ficou SHOW.

    • Erika Autor do post

      Oi Felipe muito legal o roteiro de sua road trip. Em luxemburgo os pontos turísticos ficam próximos, como vc vai de carro pode parar perto de algum ponto de interesse em algum dos vários parkings da cidade, tem várias placas com o P indicando o local e também o display com a quantidade de vagas em cada local. Boa trip!

  • Sérgio Augusto Soeiro

    Cara Erika, boa tarde.
    Descobri o blog numa das muitas pesquisas que venho fazendo na internet sobre a Europa, pois pretendo realizar este sonho junto com minha família.
    Por favor, se você puder me esclarecer alguns pontos, saiba que ficarei eternamente grato.
    Tenho uma filha com esposo estudando no Porto-Portugal e só podemos visita-los em Dezembro.
    Somos Eu, Esposa, outra filha de 25 anos e um filho de 7 anos.
    Chegaremos no Porto em 19/12/2017, passaremos Natal e Ano Novo com eles e ficaremos até 02/01/2018. A partir daí faremos um roteiro para conhecermos o que for possível (o casal não vai conosco). Meu problema é que nunca saí do Brasil e não faço a menor ideia do que seja viajar pela Europa no inverno, com uma criança no grupo.
    Tenho algumas coisas em mente, e talvez sua experiência me esclarecesse o que é viável e que não é, em termos de deslocamentos, possibilidades de bate-voltas, meios de transporte viáveis, etc. Garanto que qualquer sugestão será muito bem vinda, pois estou muito perdido.
    Veja o que tracei, aí você me diz o que posso acrescentar ou tirar dentro deste esboço.
    02/01/2018 – Voo Porto / Paris, onde ficaremos até a noite de 07/01;
    Nota: Dentro deste período pretendo conhecer Bruges e Colmar em bate-volta.
    08/01 – Trem Paris / Londres, onde ficaremos até a noite de 11/01;
    12/01 – Trem Londres / Liverpool, onde pretendo assistir uma partida de futebol em Anfield.
    14/01 – Trem de volta Liverpool / Londres e no mesmo dia voo Londres / Munique (ou Berlim), onde ficaremos até 17/01.
    Nota 1: Dentro deste período pretendo conhecer Füssen em bate-volta.
    Nota 2: Como sei que estaremos em pleno inverno, estou muito dividido entre Munique ou Berlim.
    18/01 – Avião Munique (ou Berlim) / Madrid, onde ficaremos até 21/01.
    Nota: Dentro deste período, pretendo fazer bate-volta (a escolher).
    21/01 – Aí preciso de ajuda: Trem ou avião para Lisboa, ou Porto, que será nosso ponto de encerramento.
    23/01 – Voo Porto / Belém-PA.
    Por favor, veja se este roteiro está bom ou pode ser modificado, tipo: trocaria a Espanha pela Itália ou outro país? Os meios de transporte estão viáveis ou vou enfrentar dificuldades em deslocamentos, conforto e coisas assim.
    Certo de sua atenção, desde já agradeço, desejando-lhes muito sucesso.

    • Erika Autor do post

      Oi Sérgio, a princípio seu roteiro está bom. Pessoalmente, eu nao faria a viagem de trem de Liverpool para Londres no mesmo dia que vai pegar o voo para oitra cidade, acho que fica um pouco apertado dependendo do horário e também porque é inverno e atrasos e cancelamentos (tanto de trens como de voos) são mais frequentes.
      Eu já fui algumas vezes à Europa no inverno e eu gosto de neve e frio, então só não faça uma programação com muitas atividades no dia pois os dias são curtos, rende menos do que viajar na primavera ou verão.
      Na volta, eu iria de avião de Madri para Porto ou Lisboa.
      Como já estou acostumada com o frio de lá, e conhecendo a maior parte destes lugares do seu roteiro eu faria esse itinerário, mas talvez se não quiser pegar neve e temperaturas negativas, pode considerar trocar a Alemanha por mais tempo na Espanha.
      Aproveite e leia os posts que temos no blog sobre Paris, Alemanha (Berlim e Munique e bate-voltas) e Madri, além de dicas de viagem de trem.
      Espero ter ajudado! Boa viagem!

  • Maria Julia Alves Souza

    Adorei suas dicas e gostaria de saber onde e qual trem que voces foram. Não estou conseguindo encontrar trem de volta de Luxemburgo para Paris. Muito obrigada