Série Deserto do Atacama – Tour Geysers El Tatio: Chá de Coca, Cactus Gigantes e muito frio pelo caminho!



No post anterior falei sobre os geysers em si. Este aqui é especificamente sobre o tour. Ele começa já de madrugada, em San Pedro de Atacama, às 04:30 AM, já que os geysers tem sua maior atividade nas primeiras horas da manhã. Então, não importa qual tour você contratar, todos vão sair por volta desse horário. Prepare-se, você vai ter que madrugar!

Nesse horário as temperaturas estão abaixo de zero, pelo menos em agosto, mês em que fomos. Lembro-me que em uma das noites molhei o tapete de nosso banheiro. Pendurei-o para secar lá fora. Na manhã seguinte ele amanheceu uma pedra… a água que estava nele congelou e o tapete virou uma placa de gelo!!

San Pedro está a 2.300 metros do nível do mar. Os geysers, a 4.300 metros. O resto já dá para imaginar… a medida que for subindo, o frio piora cada vez mais. E  nossa van não tinha nenhum sistema de aquecimento. Também, nem adianta muito, porque quando chegar aos geysers, vai ter que descer do carro. Quando chegamos lá, faziam 10 graus negativos (as dicas sobre qual roupa levar estão neste post aqui).

No tour está incluso café da manhã, que você toma lá nos geysers mesmo. Agora o chá, esse vai ser uma atração a parte, pelo menos para nós, brasileiros. É chá de coca!! Foi a primeira vez que eu e minha esposa tomamos chá dessa folha…só voltamos a repetir a dose um tempo depois, em nossa trip para o Peru.

Chá folha Coca Herbi - Geysers El Tatio - Atacama

O consumo da folha de coca é hábito comum entre os povos andinos, não é crime por lá. No Peru, quando subimos ao Pastoruri, mascamos folhas de coca. Posso dizer que o chá é bem melhor, o gosto da folha é horrível… e quando você a mastiga, sente imediatamente a língua anestesiada! Com o chá nada disso acontece. Podem tomar tranquilos. Vai ajudar a espantar o frio, e aliviar o soroche, como eles chamam o mal de altitude por lá.

Ficamos empolgados com o chá e compramos mais desses pacotinhos verdes nas feirinhas da cidade de São Pedro, para levar ao Brasil. Confesso que fiquei encucado, imaginando se seria crime entrar em nosso país com saches de mate de coca. Mas nenhum problema, e ainda serviu para dar de presente/ souvenir da viagem.

Bom, depois do chá de coca, demos mais uma volta para explorar a região. Observem os geysers lá longe…

Arredores paisagem Geysers El Tatio Deserto Atacama

Bom, para o desespero da minha esposa, eu sempre gosto de ficar procurando bichos pelo lugar. Demos sorte. Eu, porque vi alguns animais característicos dessa região, e a Erika, porque viu que o que eu vi não era nem sapo nem inseto. Na foto acima, a Erika desconfiada, imaginando qual seria o primeiro bicho que eu avistei…

Olha ele aí! Uma viscacha – espécide de coelho andino.  Mas vocês conseguem vê-la na foto da direita ? É impressionante como a pelagem do bicho faz com que ele praticamente desapareça …

Viscacha arredores perto Geysers El Tatio Deserto Atacama  

Vimos também uma vicunha pastando na puna, o capim de altitude andino:

Vicunha puna perto Geysers El Tatio Deserto Atacama

O pelo da vicunha, muito utilizado para fazer roupas de frio, é de alto valor comercial por sua qualidade. Por esse motivo esse animal chegou a ficar ameaçado de extinção. É um animal mais arisco, não tão fácil de domesticar quanto a lhama.

Deixamos os geisers e iniciamos nosso caminho de volta para San Pedro de Atacama, com algumas paradas pelo caminho. Na primeira, para observação da fauna, a van parou no meio da estrada. O frio ainda não tinha dado trégua…

Tour Geysers El Tatio caminhada viagem retorno Sao Pedro Atacama

Vimos esse casal de aves (foto abaixo). Olhem que em alguns pontos a água estava congelada!!

Agora, lhamas vimos muitas no caminho, mas nenhuma selvagem. Esse bicho é uma “espécie” de gado andino. Fornecem carne, leite e lã aos habitantes da região.

Lhamas vistas Tour Geysers El Tatio viagem retorno Sao Pedro Atacama

Muitas lhamas tinham uma fita colorida amarrada na orelha:

Lhama laço orelha vistas Tour Geysers El São Pedro Atacama

A segunda parada foi no vilarejo de Machuca. Ele só tem uma rua e as casas são bem simples, de pedra e barro.

Vilarejo Machuca Tour Geysers El Tatio retorno São Pedro Atacama

Ainda eram por volta de 10 horas da manhã, e olhem só a minha roupa…  continuava frio! No alto daquele morro, dá para ver um pouco de neve. Ficamos uns 20 minutos em Machuca. Não há muito o que fazer aí, além de comprar artesanatos locais e comer carne de lhama – o que não fizemos, não tivemos coragem.

É engraçado, a gente lambe os beiços numa churascaria no brasil, talvez porque na hora de comer, o que vem em nosso imaginário não é o bezerro, ou o boi, mas o bife, suculento e saboroso. Agora, depois de ver uma lhama ao vivo, com uma fitinha amarrada na orelha, dá um desconforto comprar um espetinho dela…

Igreja Vila Povoado Machuca Tour Geysers El Tatio

(Foto Acima: detalhe das contruções em Machuca e igreja no alto do vilarejo)

Bom, deixamos Machuca e após uma hora, fizemos a terceira parada do tour: uma caminhada por entre cactos gigantes e um capinzal em pleno deserto!

Caminhada pelos Cactus Gigantes - Tour Geysers El Tatio

   

Depois do exercício, a temperatura finalmente subiu. Ao meio dia, e numa altitude menor, já dava para ficar só com a segunda pele. É curioso como a temperatura varia tanto no deserto num intervalo de poucas horas.

Esta foi a última parada. Daí voltamos para San Pedro de Atacama.

Ahh, só mais uma coisa. Muita gente dorme na viagem de ida, durante a madrugada. Eu não sei como conseguem, porque chacoalha demais a van, a estrada é bem ruim. Mas ao invés de dormir, se puderem, escolham ir na janela. Vão dizer: mas de madrugada, o que tem para ver?

O céu!! o deserto do atacama tem o céu mais limpo e bonito do planeta. E longe das luzes da cidade, ele fica muito mais estrelado. É impressionante.

Bom, é isso aí! Espero que tenham gostado.

Próximo post da série: Sítio arqueológico de Pukara Quitor.

Se quiser encontrar os melhores preços de hotéis e reservar, pesquise em nosso parceiro, Booking.com:

Booking.com

Até a próxima trip!!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.