O que fazer em Heidelberg: roteiro de 1 dia com principais atrações turísticas 12



Visitamos Heidelberg em meados de novembro, em um bate e volta que fizemos de Frankfurt. A cidade estava bem bonita, colorida pelos tons amarelo-alaranjado das árvores nesta época do ano. Fazia um pouco de frio, por volta de 6 graus, normal para o outono Alemão.  No roteiro que montamos visitamos o castelo de Heidelberg (acima e à esquerda na foto abaixo), a Heiliggeistkirche (igreja), a prefeitura, as principais ruas com restaurantes, a ponte velha e o philosophenweg, de onde há uma bela vista da cidade.

Heidelberg vista do philosophenweg]

Heidelberg vista do philosophenweg

Para comparação, observem a gravura abaixo, pintada por Matthäus Merian no philosophenweg em 1620 , nela vemos o castelo, a Heiliggeistkirche , a ponte velha (com um telhadinho), tudo já estava ali 400 anos atrás!

castelo de heidelberg pintado em 1620

Durante a guerra dos 30 anos (1618-1648), O castelo e a cidade de Heidelberg foram parcialmente destruídos. Hoje, o que sobrou do castelo podemos ver na foto abaixo.

Castelo de Heidelberg

Como chegar em Heidelberg

O jeito mais fácil é de trem, compramos nossas passagens nas máquinas de autoatendimento da HBF de Frankfurt, de lá partem trens ICE de alta velocidade praticamente de hora em hora. O tempo de viagem é bem rápido ( 1 hora). Como destino, escolha a estação Heidelberg-Altstadt, a mais próxima das atrações turísticas. Dica: além a passagem (que é impressa automaticamente pela máquina após concretizada a compra), imprima também o timetable da sua viagem, nesse papelzinho fica impresso os horários de partida/chegada e as informações para troca de trens, número das plataformas, etc. Vai te ajudar nas trocas de trem na HBF de Heidelberg. Abaixo, nosso bilhete + reserva de assentos:

bilhete de trem ICE na Alemanha - trecho Frankfurt - Heidelberg   reserva de assento no trem ICE

e o papelzinho do timetable que mencionei:

timetable trem ICE - DB Bahn

IMG_7923

Ao chegar na estação HBF de Heidelberg, desça e pegue um trem local para a estação Heidelberg-Altstadt. Qual trem pegar e em qual plataforma? use as informações do timetable!! No nosso caso, pegamos o trem S5 na plataforma 2 às 11:31h, e 5 min depois chegamos na estação Heidelberg-Altstadt.

estação Heidelberg-Altstadt

Daí, é só caminhar um pouquinho, vai passar pelo Karlstor:

Karlstor - Heidelberg

… e em 10min vai estará na ponte velha. Super fácil!

IMG_7940

IMG_7986

Ponte velha - Heidelberg

Eu na foto abaixo, e um bando de 50 turistas chineses (como tem chinês viajando!)

Ponte velha - Heidelberg

Atravessamos a ponte velha para o outro lado e seguimos até o philosophenweg (caminho dos filósofos), de onde há uma bela vista da cidade. Diz-se que os professores e filósofos da Universidade de Heidelberg – a mais antiga da Alemanha, fundada em 1386, gostavam de caminhar por aqui, local tranquilo para pensar e refletir, com ampla vista da cidade.

Philosophenweg - Heidelberg

A Heiliggeistkirche (igreja do “espírito santo”) vista do philosophenweg:

Heiliggeistkirche (igreja do espírito santo) - Heidelberg

O Castelo de Heidelberg:

Castelo de Heidelberg

E o funicular que leva ao castelo:

Funicular - Heidelberg

Linda vista de Heidelberg do philosophenweg

Não deixe de ir no caminho dos filósofos de Heidelberg, vale muito pela vista!

Retornamos à ponte velha e seguimos em direção à igreja. Nas quadras ao redor estão os restaurantes, a prefeitura e um pouquinho mais acima o local de onde parte o funicular para o castelo (dá para subir a pé também).

Rua dos restaurantes em Heidelberg    Rua dos restaurantes em Heidelberg

IMG_8171

Compramos um crepe de chocolate com banana para recarregar as energias!

IMG_8173   IMG_8174

IMG_8158

A igreja do “Espírito Santo” por dentro, em um dos vitrais a famosa fórmula “E=mc2” de Albert Einstein e a a data 6/8/1945, dia que a bomba atômica foi lançada sobre Hirochima:

IMG_8161    IMG_8162

A prefeitura (Rathaus):

Prefeitura de Heidelberg

Bem ao lado da prefeitura fica outra pracinha, o kornmarkt, de onde já se vê o castelo. Tem esse nome porque no passado era neste local o mercado de milho e outros grãos da região.

Mercado do Milho - Heidelberg

Um pouco mais à frente, está o funicular que leva ao castelo de Heidelberg:

Estação do Funicular - Heidelberg

IMG_8188

IMG_8193

Esse funicular tem três paradas. A primeira é a do Castelo, a segunda Molkenkur, onde há troca de funicular, e a terceira Königstuhl, de onde se tem uma outra vista de Heidelberg, lá do alto da colina.

IMG_8218

IMG_8208   IMG_3672

IMG_82340

Em Königstuhl não há muito o que fazer, é tirar esta foto e voltar! Fomos então para o Castelo de Heidelberg:

IMG_8236

Castelo de Heidelberg

Castelo de Heidelberg

IMG_8303

Na foto abaixo, tirada do castelo, vemos a igreja, a prefeitura, kornmarkt, a ponte velha e o philosophenweg lá no fundo.

IMG_8249

As escadarias para quem quiser subir a pé até o castelo:

IMG_8255

Visto o castelo, voltamos para a cidade atrás de um restaurante, o efeito daquele crepe já tinha acabado faz tempo!

IMG_8342

Entramos no restaurante italiano “Mercato”, um bom custo x benefício:

IMG_8357

IMG_8351

Como o tempo passa rápido, já eram 17:20h, e em novembro neste horário já é noite na Alemanha. Hora de ir embora! Uma última foto do castelo, agora todo iluminado!

Castelo de Heidelberg a noite

Nosso passeio termina aqui. Abaixo, deixo um mapa do google com o roteiro que montamos, nele estão marcados a estação de trem Heidelberg-Altstadt e os atrativos turísticos visitados. Foram 6 horas de passeio, o tempo foi bem justo. Para fazer com folga, considere 7 horas.

Até a próxima trip!!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 pensamentos em “O que fazer em Heidelberg: roteiro de 1 dia com principais atrações turísticas

  • Fernanda Scafi

    Nossa, eu fiquei um fim de semana em Heidelberg e achei apertado!!! rs O bondinho não estava funcionando e por isso só subi até o castelo, mas fiz o Philosophenweg inteiro. Não consegui tb visitar nenhum dos museus e prédios da universidade, só vi por fora mesmo.

  • Edna Santos Manoel

    Estive em Heidelberg no fim de Mar/15 onde passei 3 dias e estava bem frio. Todos os trajetos aos pontos turísticos são feitos a pé, e essa é a melhor maneira de explorar os becos, esquinas e admirar esta linda, antiga e preservada cidade.
    Apesar de vocês terem tido um dia para visitar, acredito que viram muita coisa. A vegetação com toques de folhas amareladas provocam um efeito muito bonito. Muito boas suas fotos!! No início da primavera ainda não estava tão bela.
    Em uma próxima oportunidade, uma dica legal é provar deliciosos doces típicos da culinária alemã expostos na vitrine do café Gungel que fica na esquina da prefeitura. Outra dica é se for ao castelo aos domingos, a funicular e entrada ao castelo são gratuitos.

  • Eduardo

    Adorei o post e as fotos, agora umas dúvidas, eh possivel entrar no castelo ou a visita eh so em seu entorno? Vale a pena ir e apenas passear pela cidade? Meu tempo vai ser um pouco curto mas gostaria muito de ver de perto. Obrigado

  • NICHELLE

    bom dia! achei seu blog e estou simplesmente amando! será que você poderia me ajudar devido à sua vasta experiência com a Alemanha? estou pensando em ir em fevereiro de 2019 (primeiro, acha que perderia muita coisa por causa do frio?). segundo, estou na dúvida se conheço a alemanha por carro ou trem, o que e diz? ainda não comprei as passagens aéreas, e penso em ficar no maximo 15 dias. os locais que preciso (muito rsss) conhecer são: Berlim, Nuremberg, Fussen (e o castelo maravilhoso), Dachau, e Munique. lendo, adorei Heidelberg, Colônia, Oberammegau. assim, peço se poderia me ajudar num roteiro ou dicas para minha viagem? desde já fico muito agradecida!

  • NICHELLE

    bom dia!!! amo este blog! será que vocês poderiam me ajudar? pretendemos viajar em dois casais, em fevereiro de 2019. ainda não compramos aéreos. mas desejamos conhecer as seguintes cidades: Berlim, Dresden, Schonburg (para dormir uma noite no castelo hotel), Colônia, Heidelberg, rothemburg, Nuremberg, e MUnique. em munique, penso em deixar uns 2 dias para a cidade, e mais três dias para ir até Oberammergau e Fussen (conhecer o castelo, meu sonho rsss), outro para Salzburg, e outro para Dachau. vocês ajudam no roteiro também? o que acham do meu? em no máximo 15 dias de carro consigo conhecer tudo? obrigada!!!! estou achando o aéreo tão caro…. alguma dica de conseguir mais barato?

    outra dúvida: metade de fevereiro tem risco de nevasca? acham que perderei muito em razão do clima?

    • Erika

      Oi Nichelle! Obrigada pela visita ao site! Algumas considerações sobre seu roteiro:
      – estou achando 15 dias muito apertado para todas essas cidades, pois Munique e Berlim para conhecer bem acho que precisa de no mínimo
      3 dias em cada cidade. Todas essas outras cidades, conte 1 dia para cada uma. Você também terá os deslocamentos, que fazem com que as horas líquidas nos lugares diminuam..
      Outro ponto é que em fevereiro tem sim chance de nevasca… fora o frio de lascar que não anima bater perna nas cidades. Considere que no inverno os dias são mais curtos, amanhece tarde e às 17h já estará anoitecendo… então o que normalmente você faria em 1 dia em uma cidade no verão, no inverno faz em 2… enfim… por causa do clima, tente deixar um pouco mais elástico seu roteiro. Já viajei no inverno para França e Suíça e peguei 1 viagem muito frio, neve e chuva, 10 dias bem conplicados… e depois 2 anos seguidos de viagem para Suíça no inverno com clima ótimo… é um pouco loteria viajar nessa época.
      Com relação ao aéreo, usamos o Google Flights para pesquisar preços.
      Temos material de várias cidades que citou aqui no blog! Dá uma lida depois! Ah e em junho estaremos em 2 das cidades da Rota Romântica: Würzburg e Rothenburg ob der Tauber, segue nossa viagem pelo instagram @proximatrip!!
      Boa viagem!