O que fazer em Trogir: Roteiro de 1 dia em bate-volta de Split 2



Hoje no blog falo sobre nosso passeio de 1 dia em Trogir, uma pequena cidade croata de apenas 13 mil habitantes, com muralhas medievais e várias ruas estreitas e vielas para explorar. Neste roteiro, mostro o que fazer, onde comer e como chegar fazendo o bate-volta a partir de Split.

IMG_0132

As atrações da cidade podem ser facilmente conhecidas a pé em meio dia ou um dia inteiro, dependendo do seu interesse, ritmo, e se você quer almoçar ou jantar na cidade. Para nós, 5 horas por lá foram mais do que suficientes (incluindo o tempo do almoço). O centro histórico de Trogir é Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco desde 1997. Sua arquitetura bem preservada carrega influências romanas, gregas e venezianas. Com cara de cidade medieval, o centro histórico é todo cercado por muralhas e há várias igrejas e construções que datam do séc XIII. Pegamos um dia de céu azul e calor, fomos em pleno verão (julho/2016), e o passeio foi muito bacana 😀

IMG_0141

A Torre do Relógio, a Catedral de São Lourenço, a prefeitura e o Palácio Cipiko estão todos na região central da cidade velha:

DCIM\100GOPRO

IMG_0143

DCIM\100GOPRO

IMG_0146

As ruas e vielas são tão estreitas e parecidas umas com as outras que é fácil se perder, mas o bom é que o centro é minúsculo, então não chega a ser um problema 😀

IMG_0201

IMG_0211

O ponto alto do roteiro foi a linda vista a partir do Forte Kamerlengo, do séc. XV. De lá do alto, temos uma vista panorâmica de Trogir e do mar da costa da Dalmácia.

DCIM\100GOPRO

 IMG_0157

IMG_0181

IMG_0172

IMG_0162

IMG_0174

IMG_0175

O calçadão na orla (Promenade Obala Bana Berislavica) fica na parte de fora das muralhas e tem vários iates e lanchas ancorados, bem como restaurantes bem turísticos:

IMG_0168

DCIM\100GOPRO

No entanto, preferimos comer em um restaurante dentro do centro antigo, na parte murada, no Alka restaurant. Há vários restaurantes (mais aconchegantes que os da orla), com preços muito acessíveis, a maioria tem os menus na porta. Pedimos um prato típico, uma carne com nhoque – Dalmatia Patiskada. O garçom ficou puxando papo com a gente quando descobriu que éramos brasileiros. Ficou falando da Croácia, dando dicas e claro, de futebol. Foi bem simpático com a gente.

DCIM\100GOPRO

Como chegar em Trogir

Vindo de Split, a melhor maneira é de ônibus, pois o centro histórico de Trogir está em uma ilhota toda murada, com acesso pelo Portão Norte. Este portão, por sua vez, está a poucos minutos de caminhada da rodoviária da cidade. Quem vier de carro, vai sofrer até achar vaga de estacionamento, pelo menos na alta temporada. Compramos a passagem de ônibus de Split  para Trogir na hora mesmo, na rodoviária de Split. Há várias viagens por dia, por isso não é necessário comprar antes. A viagem durou 40 minutos.

Desembarcando em Trogir:

DCIM\100GOPRO

Na volta, demos azar, pois quisemos pegar o ônibus que já estava saindo, porém não era um ônibus confortável de viagem, e sim um de linha! demorou pra caramba (mais de 1 hora!) e ainda tivemos que andar uns 15 minutos do ponto final dele (que não era na rodoviária!) até o centro histórico de Split. Enfim, sobrevivemos 😀 No verão, ainda há a possibilidade de ir de Split a Trogir de barco, mas como demorava um pouquinho a mais e o preço também estava mais caro, resolvemos ir de ônibus mesmo.

E você? Tem dicas de Trogir ou da Croácia em geral? Deixe nas caixas de comentários!

Clique aqui para ver todos nossos posts da Croácia e montar seu roteiro de viagem!

Até a próxima trip!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 pensamentos em “O que fazer em Trogir: Roteiro de 1 dia em bate-volta de Split

  • Miriam Palma Cruz

    Olá, muito boas as dicas de vocês. Gostaria de saber como é o acesso ao Forte Karmelengo: a pé, ônibus, funicular ou teleférico? Obrigada

    • Erika Autor do post

      Oi Miriam, desembarcamos do ônibus vindo de Split e fizemos tudo a pé, o centro histórico é pequeno, explora-se tudo andando mesmo (inclusive o forte Karmelengo)
      Boa viagem!