Calabogie Peaks – Ski e Snowboard próximos a Ottawa e Kingston



IMG_4649

Neste post vou falar de um passeio que fiz ao Calabogie Peaks Resort, um centro de ski e snowboarding próximo a Ottawa e Kingston, no Canadá. A montanha de Calabogie tem 29 pistas de ski, sendo que 30% delas são recomendadas a principiantes. Se você nunca esquiou e quer se aventurar, é um ótimo lugar para começar.

Pela proximidade de Ottawa, dá para fazer tranquilamente um bate volta, são 107 km – pouco mais de uma hora de carro. De Kingston, onde estava hospedado, são 150km, um pouco mais longe. É um passeio de um dia inteiro. O meu começou as 8h da manhã, me encontrei com um colega de trabalho em Kingston e de lá seguimos viagem para Calabogie.

Dirigir na neve exige cuidado. Como no Canadá o inverno é rigoroso, há caminhões adaptados com pás cuja única função é remover a neve das ruas e estradas canadenses. Até sal eles despejam nas vias para ajudar a derreter a neve. Repare na imagem abaixo, a neve acumulada no acostamento é fruto desse trabalho.

IMG_4343

No Canadá é assim, nevou, algumas horas depois caminhões adaptados, como esse da imagem abaixo, saem limpando ruas e estradas. É um país muito bem preparado para enfrentar o inverno. Graças a este serviço, dificilmente você irá se deparar com uma estrada fechada por causa da neve. Agora, acidentes, estes sim podem interditar as estradas. É com eles que você deve se preocupar.

IMG_4467

Como disse, dirigir na neve exige cuidado, pois a pista fica mais escorregadia. Mas pior do que a neve é o gelo. E vai aqui uma dica: ao contrário do que você imagina, os dias mais quentes no inverno são os mais perigosos – detalhe, no inverno canadense, um dia com 2 graus negativos é um dia quente!

Em dias como este, quando a temperatura se aproximar dos zero graus, neve começa a derreter e vira água. Se o tempo virar, e a temperatura cair um pouco, teremos uma capa de gelo cobrindo a estrada. Se você passar por cima de uma dessas, é melhor que esteja devagar porque não há nada o que fazer… o carro simplesmente irá patinar até bater em alguma coisa ou sair da estrada. Sobre o gelo, não adianta freiar, virar o volante, nada disso funciona. Portanto, não corra e dirija com atenção redobrada!

Mas voltemos ao pesseio. Percorri os 150km que separam Kingston de Calabogie em 2,5 horas. Fui com cuidado. Ao chegar lá, o termômetro do meu carro registrava 20 graus celsius negativos. Isso sim é frio! Olhem só o estado do carro ao chega lá:

IMG_4345

Calabogie Peaks Resort:

IMG_4363

Como eu não tinha esqui, nem capacete e botas, fui alugá-los nessa casinha abaixo. Aí também se paga a taxa de day use da pista.

IMG_4378

IMG_4370

IMG_4375

IMG_4373

Dica: não alugam roupas e nem luvas. Eu levei jaqueta e luvas de esqui, só minha calça jeans que não era apropriada para a atividade, mas como estava com uma segunda pele por baixo, deu pro gasto! Não se esqueça da segunda pele, vinte graus negativos não é brincadeira.

IMG_4377

Abaixo, Ticket, ficha e termo de responsabilidade a ser preenchida para alugar a pista:

IMG_4636

IMG_4638    IMG_4639

Esse Ticket laranja é sua identificação para pegar o teleférico. Pendure-o em um local visível. Eu pendurei no zíper da jacketa.

IMG_4384

IMG_4366

Para aqueles que nunca esquiaram e querem praticar um pouco antes de se aventurarem na montanha, há duas pistas só para isto, bem ao lado do centro de aluguel de equipamentos:

IMG_4351b

IMG_4350 (2)

Na imagem acima note que há dois postes com uma espécie de canhão no topo deles. São máquinas de neve artificial. Calabogie tem 60 desses canhões espalhadas pela montanha, 35 deles do tipo fan guns, que produzem neve de alta qualidade e em maior volume. Se a natureza não colaborar, essas máquinas fazem nevar literalmente na montanha:

Máquina de fazer neve

[ créditos da imagem: Calabogie Peaks Resort ]

Bom, a primeira vez que esquiei foi aos 8 anos de idade, quando minha mãe me levou a Meribel, próximo a Annecy, na França. Torci o joelho e fiquei com um gesso na perna de recordação por 3 meses. Calabogie era a minha segunda vez. Coloquei bota, capacete e os esquis, e subi a montanha de teleférico, sem passar pela pista de treinamento… resolvi reaprender a esquiar na própria montanha.

IMG_4643b

IMG_4364

IMG_4644

Ao chegar no topo, você tem que sair da cadeirinha já esquiando. E é claro que eu tomei um capote logo que toquei a neve. Se havia aprendido alguma coisa aos 8 anos, esqueci tudo. Nos primeiros minutos não conseguia parar em pé! Mas só tem um jeito de aprenter.. lá fui eu.

Cinco outros capotes me acompanharam na primeira descida montanha abaixo. Subi novamente. Meio desajeitado, na segunda descida fui melhor, somente dois capotes! Após três ou quatro horas, acho que subi e desci essa montanha umas dez vezes. Aleluia, os capotes me abandonaram! Abaixo, eu, todo orgulhoso após “dominar” meus esquis!!

IMG_4646b

Alguma dicas:

– No começo, vá sempre devagar, lembre-se, você está aprendendo. Não há nada de errado em cair. É até melhor, porque você não ganha velocidade. Cair na neve fofa em baixa velocidade não machuca absolutamente nada.

– Desça a montanha em zigue zague, nunca em linha reta. Em zigue zague você vai freando, em linha reta você só acelera, nunca faça isso, é perigoso. Além de se machucar, pode machucar outras pessoas.  Lembre-se: quanto mais rápido estiver, é muito mais difícil de frear, ainda mais no começo quando você não tem habilidade.

– Use um gorro para protejer sua testa e orelhas. Repare na minha burrice na foto acima: peguei um capacete pequeno, e meu gorro não cabia entre ele e minha cabeça. Resultado: com a testa exposta, desci a montanha tomando um vento de vinte graus negativos… doi muito, mas muito mesmo!  Ahh Erika, se você estivesse comigo, não tinha me deixado pegar esse capacete!

 

Vou ficando por aqui. Espero que tenham gostado.

Erika, espero você da próxima vez!

Até a próxima trip!!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *