Salzburg: roteiro de 1 dia em bate e volta de Munique 19



Conhecemos Salzburg, a cidade natal de Mozart, em um bate e volta que fizemos de Munique. Há muito o que fazer na cidade: explorar o centro velho, conhecer os jardins e o palácio de Mirabell, a ponte Makartsteg e o castelo de Hohensalzburg, dentre outros passeios. Encaixamos tudo isso em um roteiro de 1 dia em Salzburg, onde colocamos as 7 principais atrações a serem visitadas:

  1. Palácio e Jardins de Mirabell: principais cartões-postais de Salzburg
  2. Ponte Makartsteg
  3. A famosa rua Getreidegasse
  4. Casa de Mozart
  5. Catedral de Salzburg
  6. Kapitelplatz
  7. Castelo de Salzburg: Hohensalzburg

Depois de ver o que fazer em Salzburg, ao final desta matéria mostramos também:

  • um mapa do google com localização das 7 atrações listadas acima;
  • dicas de como chegar na cidade (de trem).

O que fazer em Salzburg | As 7 principais atrações da cidade

Nosso passeio por Salzburg começa na estação de trem da cidade. Após 1km de caminhada (veja mapa ao final do post), chegamos a este belo parque, com áreas bem demarcadas para pedestres e bicicletas. Este parque fica ao lado do Palácio de Mirabell.

Ciclista e a igreja de St. Andrä em Salzburg

1.Palácio e Jardins de Mirabell: principais cartões-postais de Salzburg

Na foto abaixo, o palácio e os jardins de Mirabell. Reparem que lá no fundo da foto, bem no alto, já se vê castelo de Hohensalzburg. Daqui até lá serão 2km de caminhada, passando antes pelo centro histórico de Salzburg.

Salzburg, Áustria

2. Ponte Makartsteg

Seguindo em frente, passamos pela ponte Makartsteg e seus milhares de cadeados pendurados. Tiramos algumas fotos e ficamos observando o vai e vem de pedestres…

Makartsteg, Salzburg

3. A famosa rua Getreidegasse

Logo depois, a rua mais famosa de comércio da cidade de Salzburg – a Getreidegasse. Vimos muitos turistas chineses fazendo compras por aqui, e os preços na média são bem altos! Lembre-se de solicitar o Tax Free!

Belíssima rua em Salzburg - Geteidegrasse

Cada loja tem seu nome “pendurado” com muito estilo:

4. Casa de Mozart

A casa onde nasceu e viveu, até os 17 anos, o famoso compositor Wolfgang Amadeus Mozart:

Como estávamos em meados de novembro, a cidade estava se preparando para as festas natalinas, com algumas barracas funcionando, mas a maioria ainda estava nos ajustes finais para o início da temporada de Natal.

5. Catedral de Salzburg

As barraquinhas de natal já montadas na Domplatz (foto abaixo), e ao fundo a Dom Zu Sallburg (Catedral de Salzburg), onde Mozart foi batizado. A catedral foi totalmente reformada no século XVII em estilo barroco, mas sua origem data do século VII, quando a primeira igreja foi erguida aí sobre os restos de um antigo vilarejo romano.

6. Kapitelplatz

Na Kapitelplatz, praça ao lado da catedral de Salzburgo, há um tabuleiro de xadrez gigante, onde as pessoas andando sobre o tabuleiro jogam ao ar livre. Ao lado há uma esfera dourada também gigante e sobre ela, uma estátua de um homem em pé, a escultura é de Stephan Balkenhol.

O homem em cima da esfera olha na direção de outra estátua – a mulher da foto abaixo (que eu esqueci de tirar a foto!), você irá encontrá-la na caminhada até o castelo de Hohensalzburg. Da estação de trem até aqui foram 2,5km de caminhada.

[Créditos da foto acima: wikipedia]

7. Castelo de Salzburg: Hohensalzburg

Para chegar até o castelo de Hohensalzburg, faltavam cerca de 500 metros… só que de subida! Como já eram 13:00h e nosso trem de retorno a Munique partia às 16:00h, compramos o ticket do funicular (11,30 euros por pessoa). Caso prefira ir a pé é só continuar a caminhada pela rua do funicular.

Do alto do castelo de Hohensalzburg, a vista panorâmica da cidade de Salzburg.

Lá embaixo, a praça Kapitelplatz, a esfera dourada gigante (que na foto ficou minúscula!) e catedral de Salzburgo ao lado:

Com essa vista, localizamos algumas das atrações turísticas que visitamos: o palácio e os jardins de Mirabell (no alto a direita na foto) e a ponte Makartsteg, aponte dos cadeados.  Abaixo, marquei em um mapa do google o caminho que fizemos desde a estação de trem até o castelo Hohensalzburg e todos os atrativos turísticos citados neste post:

Nossa visita a Salzburg termina aqui. No caminho de volta passamos novamente pelo belíssimo jardim de Mirabell e então retornamos ao nosso hotel em Munique.

IMG_0594

Como chegar em Salzburg de Trem

Na etapa de planejamento da viagem, cogitamos  visitar Salzburg como uma parada no deslocamento de trem entre Viena e Munique. Porém, como estávamos no final do outono, os dias são mais curtos, a viagem de trem entre Viena e Salzburg é mais demorada (2:20h de railjet e quase 3h de IC) e ainda tínhamos atrações a visitar em Viena, abortamos esta ideia e fizemos o bate e volta a partir de Munique mesmo.

A viagem de trem teve duração de uma hora e meia. Compramos nossos bilhetes de ida e volta direto nas máquinas de auto atendimento da estação HBF de Munique (München Hauptbahnhof). Saímos às 09:34h e chegamos em Salzburg às 11:02h. O retorno marcamos para 16:00h, chegando em Munique às 17:40h.

IMG_0361

O trem, um railjet da OBB, foi pontual, a classe econômica estava vazia e a viagem foi super tranquila. Para consultar preços, dias e horários de partidas consulte o site da OBB (empresa austríaca de transportes) ou da Deutsche Bahn (empresa alemã de trasportes), verá que os mesmos trens são comercializados em ambos os sites.

IMG_0356

Da janela do trem fomos admirando a bela paisagem na fronteira da Alemanha com a Áustria:

 

IMG_0370

IMG_0388

A fachada da estação de trem em Salzburg:

IMG_0389

Caso tenha bagagens em mãos e deseje visitar Salzburg, seja como bate e volta ou como parada no translado Viena – Munique, você pode guardar suas malas nos lockers e guarda volumes das estações de trem da Europa, já fizemos isto em outras ocasiões em Munique, Frankfurt, dentre outras cidades, funcionou direitinho, para mais informações confira este post aqui.

Até a próxima trip!!


Seguro Viagem - Segurança obrigatória para sua viagem à Europa
Vai viajar para à Europa? Não se esqueça do SEGURO VIAGEM, pois ele é OBRIGATÓRIO no continente europeu.
Compare diversas seguradoras e tipos de cobertura (inclusive Covid-19) na SEGUROS PROMO, nossa parceira aqui no blog - acesse pelo link e use nosso CUPOM DE DESCONTO: PROXIMATRIP15, para conseguir um preço ainda mais baixo!
Você ainda pode consultar se há algum cupom de desconto ainda maior no próprio site da Seguros Promo antes de finalizar sua compra!
Conheça as principais vantagens:
  • O Melhor preço garantido! Seguros Promo cobre qualquer oferta de seguro viagem.
  • Mais barato do que comprar em seguradoras.
  • Atendimento 24hs e em português!
  • 12x sem juros no cartão ou 5% de desconto no boleto.
  • Assistencia médica e hospitalar, seguro de cancelamento e atraso de voos, seguro bagagem e muito mais.
Comprando através do nosso blog, pelo link ou clicando na imagem acima, você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda nosso site a continuar produzindo matérias de viagens 100% independentes! Muito obrigado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 pensamentos em “Salzburg: roteiro de 1 dia em bate e volta de Munique

    • Erika

      Oi Letícia, gostamos da cidade e acho que valeu o bate-volta. Temos outros passeios em Munique e também outras opções de bate-volta a partir da cidade publicados no blog. De acordo com seus interesses pode montar um roteiro que se encaixe mais nos que você gosta para esses 4 dias.
      qualquer dúvida estamos aqui
      Boa viagem

  • Rafael

    Olá, adorei o post sobre Salzburgo. Estarei indo em dezembro passar dois dias, um inteiro para conhecer a cidade e um para bate volta para Hallstatt, mas a minha maior preocupação é o frio, neve e etc. Vi que vocês foram no outono, mas em que mês exatamente??

    • Erika

      Oi Rafael, obrigada pela visita ao blog! Visitamos a Áustria em novembro, pegamos de 6 a 15 graus, friozinho muito bom! Essa época é de frio mas não de neve (salvo se a neve resolver chegar mais cedo). Tendo os casacos certos não tem por que se preocupar! Boa viagem!

  • Virginia Felippe

    Olá. Adorei o post, mas fiquei com uma dúvida. Quando vcs compraram os bilhetes de ida e volta para SALZBURGO direto nas máquinas de auto atendimento da estação HBF de Munique (München Hauptbahnhof), vcs utilizaram cartão de crédito ou vcs utilizaram dinheiro?? Outra dúvida, tinha a opção na máquina para ler em inglês??? Havia bilheterias ou somente máquinas de auto atendimento?? Desculpe, tantas perguntas mas planejamento é tudoooo!!! Obrigada.

    • Erika

      Oi Virginia, tem opção de pagar em cartão ou dinheiro! E a máquina tem vários idiomas, usamos a opção inglês. Tem bilheterias com um atendente se preferir, nós geralmente usamos as máquinas porque é bem fácil e não tem filas! Boa viagem e obrigada pela visita ao blog!

  • Antonio Carlos

    Olá, ótimo post!!
    Uma pergunta, posso comprar esses bilhetes de véspera? Ficarei hospedado perto da estação e queria fazer a compra com calma na véspera.
    Muito obrigado

  • Antonio Carlos

    Oi Erika, obrigado pela pronta resposta. Vou em maio para Munique, a volta do trem temos q escolher um horário específico? Como os dias são mais longos nesta época, gostaria de voltar por volta das 20:00hs. Tem esse horário para a volta??
    Muito Obrigado pela atenção!

    • Erika

      Oi Antonio, se for regional nao precisa escolher horário, se for trem rápido ICE ou Railjet precisa ser um trem específico. Consulte os links no texto para saber quais atendem suas necessidades de horário!

  • Antonio Carlos

    Olá Erika, mais uma pergunta sobre o bate volta Munique x Salzburg.
    Vou comprar o bilhete pela internet e li em outro blog uma pessoa falando que ao imprimir o e ticket, não veio o número da estação de embarque. É assim mesmo? Se for, como faço pra descobrir minha estação de embarque? Vou de trem regional, pois é mais barato com o Bayern ticket, esses trens são sempre os vermelhos??
    Muito obrigado

    • Erika

      Oi Antonio, a estação não tem número, você identifica pela cidade (geralmente salburg hbf, munchen hbf, etc). Nao tem assento nem vagão no seu ticket porque nos trens regionais não há lugar marcado.

  • Edmar Pereira

    Que delícia de fotos e dicas ótimas. Parabéns pelo Blog. Estou indo agora em setembro/19 e meu programa é ficar 3 dias em Wien e 1 dia em Salzburg, .( Vontade estender para 2 dias em Salzburg) . Depois seguirei para Munich onde estará acontecendo Oktoberfest- 2019, Estou com coração acelerado !! Desejo comprar os bilhetes de trem ( Wien para Sazlburg /Munich) aqui de casa, antecipado, pois posso assim conseguir melhores preços. Percebi que a página da RailEurope e da OBB estão praticando preços muito díspares ( ambos bilhetes da segunda classe ). A OBB está com tarifa 3 vezes mais baixo. Sabem dizer se é confiável e o motivo de diferenças tão absurdas?? Obrigado!

    • Erika

      Edmar, obrigada pela visita ao blog. A OBB é a empresa oficial de trens da Áustria, é o site indicado para compras de tickets de trem. Nós compramos por ela e deu tudo certo. A RailEurope é uma empresa “agregadora” que vende tickets na Europa inteira. É como se fosse uma “terceirizada” que também oferece o serviço, mas cobra a mais por isso pelo fato de você poder comprar no site em versão em português, por exemplo.
      Não deixe de conferir nossas matérias de dicas de Viena (adoramos os castelos e cafés!) e Munique e como foi nossa viagem de trem de Viena a Salburg e Viena a Munique pela OBB!
      Boa viagem!