Navegação GPS gratuita no iPhone: app Google Maps, prós e contras 8



Testamos no iPhone a navegação GPS do google maps. Este recurso ainda está em na versão beta (maio/2013). Vou mostrar aqui como usar o aplicativo e nossa avalição, ressaltando prós e contras. Farei comparações com os aparelhos GPS da GARMIN, dos quais somos usuários desde 2006.

Como usar, passo a passo, a navegação GPS do google maps

Primeiro, baixe o  app goole maps para iPhone,  é gratuito.  Na primeira vez que for usar o recurso de navegação GPS, irá receber uma mensagem de alerta avisando que o uso é por sua conta e risco.

Depois, siga estas etapas:

1) Informe o endereço. Pode fazer isso de duas manairas: digitando ou pressionando o dedo na tela no lugar aonde quer ir por alguns segundos.

Navegação GPS gratuita iPhone: app Google Maps, prós contras      IMG_2395

2) Será mostrado na parte de baixo da tela o endereço que você informou, com um carrinho ao lado e o tempo de deslocamento previsto. Clique no carrinho!

3) Irão aparecer algumas opções de trajeto. Escolha uma. Repare também que nesta tela você pode escolher seu meio de transporte: de carro, bicicleta ou a pé.

4) O google maps vai te mostrar no mapa as opções de trajetos, destacando em azul aquela que você escolheu na tela anterior. Se quiser alterar, é só clicar nos outros trajetos. Finalmente, clique em Iniciar!

IMG_2397     IMG_2404

As informações exibidas durante a navegação são as mais básicas possíveis: mostra somente onde você está e próxima manobra, exibida no topo da tela. Abaixo, veja a comparação: a informação da próxima manobra no google maps (à esquerda)  e no GPS GARMIN (à direita). Repare que não há indicação de velocidade no google maps.

IMG_2393  IMG_3194

Dependência do sinal 3G e disponibilidade dos mapas

Caso seu iPhone perca o sinal 3G, dois outros problemas podem surgir – durante a navegação GPS do google maps: (i) você vai ficar sem o mapa e (ii) vai perder a rota correta caso se desvie dela. O aplicativo só irá recalcular uma nova rota se o 3G estiver ligado.

Essa característica de deixar a navegação GPS dependente do 3G achei ruim. Considero que as funcionalidades do GPS devem estar sempre disponíveis – desteja você dentro ou fora da cidade, em local com ou sem cobertura da rede de dados do celular. No caso dos GPS tradicionais, como GARMIN, TOMTOM, etc, os mapas estão 100% armazenados na memória do aparelhos. Eles vão estar lá eternamente disponíveis para você.

Agora, não confunda isso com a localização do GPS, essa não depende do 3G no iPhone (modelos 4, 4S, 5), já que ele tem um sensor de GPS interno. Veja como fica a perda do 3G nos mapas abaixo: à esquerda com sinal (estava em Edge/2G!) e à direita sem 3G. Sem a rede de dados, perde-se o mapa, mas não a localização.

 IMG_2350    IMG_2349

Navegação assistida por voz, “turn-by-turn”

O aplicatico do google maps tem esta função. Ele avisa, em português claro, o que você deve fazer ao se aproximar a próxima manobra. Por exemplo: “a 300 metros, vire a direita”. Funciona? sim… mas com ressalvas. Por algumas vezes, a mesma frase foi repetida inúmeras vezes em um curto intervalo de tempo, o que é irritante!

Confiabilidade do Mapa

Regra número 1 para usuários de GPS: nunca confie 100% na instrução da próxima manobra, porque ela pode estar errada. Não é o GPS que erra, mas o mapa dentro dele que tem informação errada, uma rua de mão dupla cadastrada como mão única, rotatórias com número de saídas erradas, coisas desse tipo. Mapas com roteamento incorreto.

Este problema não é específico dos mapas do google. Já encontrei erros também nos GARMIN. Certa vez, na França, próximo a La Clusaz, o GPS me indicou uma manobra à esquerda… era um penhasco! Portanto, lembre-se, o GPS ajuda você a se localizar, mas a sinalização de trânsito a ser seguida é a que está no local!!

Placas com indicação de próxima manobra.

Este recurso está ausente na navegação GPS do google maps, o que é uma pena, porque é muito útil. Vou dar um exemplo, observem a imagem abaixo, tirada de um GPS GARMIN nuvi 3790T com mapa dos EUA da própria GARMIN:

IMG_3200

Estávamos em Miami, indo para o aeroporto. Na indicação da próxima manobra, aparece na telinha do GPS a placa que você vai ver na estrada, exatamente como ela é, mostra quantas faixas existem na estrada, quantas estão reservadas para a  saída, ajuda muito!! Isto você não vai ter no google maps.

Os mapas do google são gratuitos

Esta é uma das “vantagens” deste sistema sobre seus concorrentes. Um mapa roteável das principais cidades brasileiras não sai por menos de R$ 100,00 no site da GARMIN. Um equivalente da TOMTOM, R$ 150,00. É um investimento considerável. Vale a pena? Depende. Para quem usa eventualmente o GPS, o google maps quebra o galho. Agora, se você quer confiabilidade, parta para um GARMIN, TOMTOM, etc..

Moral da história

Prós
– navegação assistida por voz, “turn-by-turn”;
– mapas são gratuitos;
– está sempre à mão.

Contras:
– Mapas dependentes do 3G;
– Mapas com erros de roteamento;
– Não mostra placas da próxima manobra;
– Não informa a velocidade.

Eu não troco meu GPS Garmin pelo app do google maps. O Garmin é melhor, tanto no planejamento da viagem, armazenando rotas e waypoints, quanto na navegação, com mais recursos. Mas confesso que, por estar sempre a mão no iPhone, o app do google maps no modo navegação por GPS é um grande quebra galho, que tenho utilizado com certa frequência. E isso pode ser bastante útil numa viagem!

Vou ficando por aqui. Caso tenham outras experiências/opiniões a respeito, deixem seus comentários aqui. Eles serão bem vindos.

Até a próxima trip!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 pensamentos em “Navegação GPS gratuita no iPhone: app Google Maps, prós e contras

    • Gustavo Autor do post

      Sim, irá funcionar perfeitamente, porque o iphone tem sensor de GPS e as coordenadas são globais, independem do país. O google maps ou qualquer outro app de mapas usa a localizacao fornecida pelo sensor de GPS.

  • Paulo Tacimi

    Parabéns pelo post! foi exatamente o que eu procurava.
    Você comentou que o GPS Garmin é o melhor, minha pergunta de leigo é a seguinte: se eu comprar um Garmin nos USA, ele irá funcionar normalmente no Brasil?

    Grato!

    • Gustavo Autor do post

      Olá Paulo, o GPS é composto de duas partes: o aparelho em si e os mapas. Para o aparelho se localizar (dizer em que posição do planeta você está), ele precisa se “comunicar” com pelo menos três satélites que orbitam nosso planeta. Quanto mais satélites ele localizar, tanto mais precisa fica a localização. Portanto sim, ele vai funcionar no Brasil ou em qualquer lugar deste planeta, desde que ele “ache” os satélites. Quanto ao mapa brasileiro, com ruas e rodovias,você pode comprar no próprio site da garmin ou baixar gratuito do projeto tracksource.org.br. Boa sorte, Gustavo.

  • brazil

    olá,
    este post foi em 2013, como está a situação agora final de 2017? vc pode comentar? pergunto pq estou comprando carro e muitas marcas estão tirando o gps do multimídia e praticamente obrigando a usar celular como gps do carro, o que particularmente acho um erro muito grande, pq o gps no celular consome muita bateria do celular, esquenta a bateria do celular, destrói abateria do celular em pouco tempo, além de ter wue colocar o celular em algum lugar no painel. qual sua avaliação?

    • Gustavo Autor do post

      Brazil, eu também não gosto de usar o GPS no celular pelos motivos que citei, no entanto, pela praticidade as vezes o celular é a única opção que temos. Quando a dependência da rede de dados que comentei no post, hoje existem novos recursos, como baixar mapas offline para uso posterior, dá para fazer isso no google maps e no waze, no entanto, consome muita memória! Pra rotas curtas dentro da cidade até funciona bem, já testei, mas para rotas muito longas entre duas cidades tenho minhas dúvidas se funciona, por causa do tamanho dos mapas que o celular terá que baixar. Enfim, para longas viagens tenho maior confiança nos GPS dedicados como Garmin… já o celular é um quebra galho pela praticidade e para rotas curtas.