Parte alta do Parque Nacional do Itatiaia: trilha até o maciço das Prateleiras, com muitas fotos e dicas 25



No post anterior descrevi as trilhas até o abrigo rebouças e a trilha do Agulhas Negras. Neste aqui vou falar da trilha que leva à região das Prateleiras.

Para mim, este lugar tem uma das mais bonitas trilhas de montanha do Brasil – não só pelas formações rochosas únicas, mas também pela natureza e a vista do lugar…  que lá de cima é realmente muito bonita, de tirar o fôlego. Já vou adiantar uma das minhas fotos preferidas:

Parque Nacional do Itatiaia, parte alta - Linda vista do vale do Paraíba

(foto: Parque nacional do Itatiaia – parte alta – mirante na região das Prateleiras)

Em cima dessa pedra aí o nosso gps garmin registrou 2.460 metros. A altitude das caminhadas vai ser essa daí, variando entre os  2350 e 2450 metros – um desnível pequeno, de apenas 100m. Seria bem tranquilo, não fosse o fato de você estar caminhando a 2300 metros de altitude… isso é o que mata!

Parte alta de Itatiaia: trilha até o Maciço das Prateleiras

Fomos no mês de julho, em pleno inverno, então fazia bastante frio de manhã. E na noite anterior a temperatura deve ter caído abaixo de zero, pois algumas das poças dágua que encontramos pelo caminho estavam congeladas.

Não sei como o sapo flamenguinho, aquele mini sapo vermelho e preto, que é o símbolo do parque, consegue sobreviver nessas condições. Para a alegria da Erika, nós não vimos nenhum pelo caminho.

Estrada de terra da portaria até o abrigo rebouças, na parte alta do Parque Nacional do Itatiaia

A trilha que leva às prateleiras pode ser dividida em dois trechos. O primeiro é uma estrada que vai até um pouco depois do abrigo rebouças. Essa estrada é ora de terra, ora de pedras, ora um resto de asfalto com pedras…

Estrada cheia de pedras da portaria até o abrigo rebouças, no parte alta do P.N. do Itatiaia   Asfalto caindo aos pedaços, no trecho logo após o abrigo rebouças - P.N. do Itatiaia

No trecho final da estrada, aparece o asfalto, dessa vez em melhor estado…

O único e minúsculo trecho com asfalto em bom estado no P.N. do Itatiaia

… mas ele não dura muito, porque para se chegar às Prateleiras, é preciso sair dessa estrada e entrar no “mato” – essa vegetação bem baixa, característica dessa altitude. Você vai também passar por cima de alguns blocos de pedra, mas nada complicado. Na verdade, é bem mais fácil do que ficar pisando naquelas pedras assassinas da estrada que deixamos para trás!

Contemplando a vista no P.N. do Itatiaia

11h da manhã. Pausa para descanso. Já dava para ver o maciço das prateleiras (foto abaixo).

Pausa para descanso no P.N. do Itatiaia

Um quilômetro após o abrigo rebouças, a estrada acaba e o cenário da trilha transforma-se nisso aí: capim e pedras! Eu e a Erika por alguns momentos ficamos em dúvida por onde seguir, mas o GPS que levamos ajudou bastante, já que a sinalização das trilhas nos trechos com capim é precária.

DICA: Leve GPS, e cadastre previamente waypoints de referência, como o abrigo rebouças, as prateleiras e o pico das agulhas negras. Assim fica mais difícil se perder por lá. Além disso, com o GPS fica mais fácil achar o caminho de volta, já que ele deixa registrado por onde você já passou.

E para não se perder mesmo, dê uma olhada nesse mapa que fiz. Marquei a trilha que fizemos do abrigo rebouças até as Prateleiras em amarela no mapa. Os locais que tiramos as fotos estão com um símbolo de uma máquina fotográfica rosa. A linha verde é a trilha até a portaria, e a azul vai até o Agulhas Negras (falei dela no post anterior).


O mapa do google é interativo. Você pode clicar nos símbolos, dar zoom, etc.

Bom, depois do descanso, continuamos nossa trilha…

Último trecho até o Maciço das Prateleiras - Parque Nacional do Itatiaia

Maciço das Prateleiras - Parque Nacional do Itatiaia

… mais alguns minutos e chegamos lá! O maciço das Prateleiras!! Só por essas fotos nosso dia já tinha valido a pena, mas ainda tinha mais…

Maciço das Prateleiras - Parque Nacional do Itatiaia - foto 2

Continuamos a caminhar, explorando a região. Mas e agora, direita ou esquerda ? … na dúvida, fizemos os dois. Primeiro para a esquerda.

Depois de quase uma hora caminhando, mais uma pausa para descanso.

Pausa para descanso - Parque Nacional do Itatiaia

Todo esse lugar é muito bonito. Olhem só o tamanho dessas pedras… !!

Pedra da maçã - Parque Nacional do Itatiaia

(Foto acima: Erika e a pedra gigante “da maçã”)

IMG_5888

Pedra da maçã e Pedra da Tartaruga - Parque Nacional do Itatiaia

(Foto acima: pedra “da maçã” à esquerda e pedra “da tartaruga” à direita)

Deste ponto, voltamos para o ponto da bifurcação “direita/esquerda”…

Trilha até Pedra da maçã e Pedra da Tartaruga ao fundo - Parque Nacional do Itatiaia

… e fomos explorar o caminho da direita. Mais uns 30 min caminhando e chegamos nesse outro lugar aqui, simplesmente fantástico. Olhem só esta vista!!

Linda vista por sobre as nuvens do Vale do Paraíba - Parque Nacional do Itatiaia

Estávamos literalmente caminhando acima das nuvens!

Caminhando sobre as nuvens - Parque Nacional do Itatiaia

Contemplando o Vale do Paraíba, por sobre as nuvens - Parque Nacional do Itatiaia

A Erika contemplando a vista do vale do Paraíba, e eu tentando encontar outros mirantes…

IMG_5961

… mas infelizmente já era hora de voltarmos pra casa! caminhamos mais 6 km até a portaria do parque. Esses seis quilômetros foram muito exaustivos! A Erika estava com os joelhos doendo bastante.

Ao fim, colocamos novamente o agasalho. Não se esqueça dele, pois no inverno, de manhã e a tarde a temperatura cai bastante. Dirigimos nosso olhar pela última vez para essa paisagem de altitude tão bonita…

Linda paisagem de montanha - Parque Nacional do Itatiaia

Montanhas no Parque Nacional do Itatiaia

nos despedimos de Itatiaia e pegamos nosso carro de volta para São Paulo!

Até a próxima trip!

Quando ir: a melhor época do ano é no inverno, pela menor incidência de chuvas.

Para outras informações como: horário de entrada, estado da estrada de acesso ao parque e possíveis interdições, consulte o site oficial aqui.

É isso aí. Espero que tenham gostado.

Para procurar os melhores preços de hotéis e reservar, pesquise em nosso parceiro, Booking.com:

Booking.com

Até a próxima trip!!


 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

25 pensamentos em “Parte alta do Parque Nacional do Itatiaia: trilha até o maciço das Prateleiras, com muitas fotos e dicas

  • Maria Quitéria B. Meirelles

    Olá, eu e meu esposo vamos a Sao Paulo em setembro e gostaríamos de dicas de passeios de trilhas, parques nacionais e afins, que possam ser feitos em uma semana, de forma a aproveitar o máximo possível. Obrigada, Quitéria Meirelles.

    • Erika

      Olá!

      Aqui no blog já postamos alguns passeios para fazer em SP. Aqui em SP não há nenhum parque nacional; Somente estaduais e APAs (área de preservação ambiental). Existem algumas trilhas no parque estadual da cantareira e muitas trilhas no Parque Estadual da Serra do Mar.

  • Éric Messias

    Boa noite,

    Em primeiro lugar o site está sensacional… São relatos muito bem detalhados e responsáveis sempre com dicas e orientações de segurança.

    Sobre o relato do Itatiaia: estou encantado. Não sabia que existia um local desse tão perto de casa (São Paulo). Aquela foto acima das nuvens… Cara preciso de uma igual…

    Estou fechando um grupo pra acampar lá em um fim de semana de Agosto ou Setembro no máximo. Aí me surgiu uma dúvida: precisa de monitor/guia para fazer as trilhas?

    Abraços! E mais uma vez parabéns pelo blog…

  • Marie

    Oi Gustavo, bom dia!
    Parabens para o site, gostei muito!
    Queremos fazer a trilha atá o maciço das Prateleiras e a trilha até o Pico das Agulhas Negras durante o feriado de Tiradentes. Você fez as duas trilhas no mesmo dia?
    Precisamos fazer uma reserva ou é de acesso livre?
    E melhor fazer com guia ou não é necessario?

    Muito obrigada pela sua ajuda!

    Marie

    • Gustavo Autor do post

      Olá Marie. Fizemos as trilhas em dias seperados. Como pode ver no post, fizemos de forma independente, sem guias, foi puxado, mas tranquilo, veja nossas recomendações do que levar no post. Informações sobre a entrada no parque consulte o site oficial, eu deixei o link ao final do post. Boa trip!!

  • Eduardo

    Olá, casal! Passarei uns dias na semana que vem lá no parque. Já fiz a trilha até o Agulhas e curti muito. Tenho algumas dúvidas: a partir do Abrigo Rebouças, quanto tempo levaram mais ou menos para chegar no Prateleiras? E quando chegaram naquela bifurcação, há alguma marcação na trilha ou há apenas dois caminhos naturais mesmo? Vale a pena fazer os dois caminhos? Muito obrigado! Parabéns pelo relato e pelas lindas fotos.

    • Erika

      Oi Eduardo! O tempo exatamente nao me recordo, mas a caminhada até as prateleiras é feita com folga ida e volta durante o dia, acho que começamos a caminhar la pelas 9h e voltamos perto do por do sol (18h) mas é porque gostamos de fotografar e isso demanda tempo. Com relaçao a bifurcacao, nao havia indicacao, nao sei se algo mudou. Mas vale a pena seguir pelos 2, fizemos isso. Cada lado tem uma vista e ambos compensam. Na volta de sua viagem, deixe o relato aqui!

      Boa trip

  • Ricardo

    Muito obrigado por compartilhar essa trip. Depois de ler ela decidi ir conhecer o parque, estou indo amanhã! 😀

    Mas ainda não tinha entendido muito bem esse negócio de parte alta e parte baixa, e só depois que vi a distancia de cada um. Espero não me arrepender de ter pego uma pousada na parte de baixo, porque vi que é quase 1h30 dirigindo de uma parte a outra!! Outra preocupação é a diferença de altitude, será que pode dar algum desconforto na subida ou descida?

    • Erika

      Oi Ricardo, espero que se divirta na sua trip, o PN Itatiaia é muito bonito.
      Com relação à diferença de altitude, nós não sentimos nessa viagem, mas depende de cada organismo. Aconselho alimentar-se bem e com comida leve e muito líquido, fora isso, não tentar impor ritmo muito forte nas trilhas. Dessa forma fará uma trip mais segura e certamente sem problemas. Se quiser complementar com alguma dica ou perrengue após seu retorno, fique livre para deixar aqui na caixa de comentários. Boa viagem

  • Isabela Rebeca

    Olá, adorei o passeio. Estou pensado em ir para lá essa ferias.

    Vocês foram sem guias ?

    E todas essas fotos vocês subiram para assinar o livro ou não ?

  • Jacqueline

    Oi, tudo bem? Adorei seu post sobre o Parque do Itatiaia. Gostaria de saber em qual cidade é melhor se hospedar para fazer essas duas trilhas e se voce tem alguma recomendação de hostel. Obrigada!

    • Erika

      Oi Jacqueline, nesta parte alta do parque nao conheço nenhuma para te indicar. Ficamos na Alsene que fechou. Te aconselho a pequisar opcoes de pousadas no TripAdvisor, pois tambem pode ver as opcoes que se encaixam no seu orçamento.

    • Erika

      Oi Rodrigo, a que ficamos fechou (Pousada Alsene). Como faz um tempo que visitamos, recomendo olhar no tripadvisor ou em nosso parceiro Booking.com para ver os hotéis/pousadas mais próximos.

  • André

    Olá casal!
    Parabéns pelo site e obrigado pelas informações.

    Gostaria de saber se é necessário conhecimento de escalada técnica para essas trilhas da Prateleira.
    Obrigado!!

    • Erika

      Oi André, obrigada pela visita ao site! A trilha das Prateleiras é apenas cansativa e puxada por ser longa, não requer habilidades extras nem escalada, apenas um bom preparo físico ajuda. Quando fomos não estávamos em nossa melhor forma mas sobrevivemos! Leve água, protetor solar, oculos escuros, um bom casaco e aproveite a trip!