O que fazer em Dubrovnik: roteiro de 2, 3, 4 ou 5 dias com principais atrações


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na matéria de hoje mostro o que fazer em Dubrovnik, na Croácia, para você montar um roteiro de viagem de 2, 3, 4 ou 5 dias, adaptado ao que você quer ver e fazer. Em um dos dias exploramos toda a cidade velha e suas principais atrações turísticas, vou mostrar todas elas aqui no post. Em outros dois pegamos praia em Dubrovnik, vou dar aqui as nossas dicas das melhores e mais tranquilas praias na cidade. E nos últimos dois fizemos passeios de bate e volta aos países vizinhos de Montenegro e Bósnia Herzegovina. Para fazer tudo isso ficamos ao todo seis noites na cidade.

IMG_0290

O que ver e fazer em Dubrovnik

Dia 1: Explorando a Cidade Velha e seus arredores

Para conhecer a cidade velha e seus atrativos turísticos, nós reservamos um dia inteiro de passeio, foi um dia para bater pernas e que consistiu basicamente em:

  • Caminhar em cima da muralha;
  • Explorar as ruas e atrativos turísticos da Cidade Velha;
  • Subir no teleférico e observar a cidade velha lá de cima da montanha;
  • Assistir o por do sol!

Caminhar em cima da muralha de Dubrovnik

Antes de começar… um pouco de história: Dubrovnik surgiu na Idade Média como Ragusa, um importante entreposto comercial no Adriático. Séculos mais tarde, como Florença e Veneza, enriqueceu explorando as rotas de comércio com o Oriente. Mas junto com a prosperidade vieram ameaças de invasão… e foi daí que surgiram as muralhas!  Por séculos elas deram proteção aos cidadãos de Dubrovnik, e hoje são um dos mais belos exemplos de uma cidade Medieval fortificada. Dubrovnik foi eleita em 1979 Patrimonio Mundial da Unesco.

O formato atual das muralhas foi construído entre os séculos XII e XVII, tem em média 25 metros de altura, cerca toda a cidade velha e tem quase 2 km extensão. Há um circuito em cima da muralha, e fizemos o trajeto completo na parte da manhã (marquei esse circuito com uma linha roxa no mapa que mostro mais a frente). O calor estava bem forte, neste dia o aplicativo do nosso celular informou a temperatura de 37 graus célsius, com sensação térmica de 41 graus (!!) – normal para o mês de julho em Dubrovnik.

IMG_0315

Então vai aqui a primeira dica: se for no verão, hidrate-se com frequência e passe protetor solar, isso é super importante no passeio da muralha. Como disse, são 2 quilômetros de caminhada com o sol sem dar trégua (não tem sombra em cima da muralha!), fritando sua cabeça. E não se esqueça de levar água! Em cima da muralha há alguns bares e vendinhas onde também é possível comprar garrafinhas 500ml de água, em especial do lado da muralha que faceia o mar, nós compramos aí.

É muito cheio ? Pelas pesquisas que fizemos na etapa de planejamento da viagem, ficamos com a expectativa de encontrar a muralha lotada, afinal, seria alta temporada em Dubrovnik. No entanto, nossa experiência foi bem melhor do que imaginamos, mas para que o mesmo aconteça com você, vai aqui nossa segunda dica: se você for no verão, faça o passeio em cima da muralha logo de manhã, como nós fizemos. Assim você pega a muralha menos cheia (a cidade vai enchendo ao longo do dia) e com temperatura mais agradável.

IMG_0294

[Pile Gate, uma das entradas para a old town de Dubrovnik]

Bilheteria, entradas e saídas: são três pontos de acesso, marquei todos eles em roxo no mapa ao final deste post. O acesso principal fica logo depois do Pile Gate, esse portão imponente e redondo na foto acima, mas costuma ser também o mais cheio. Nós subimos na muralha pela manhã e não pegamos fila. A maioria das linhas de ônibus públicos de Dubrovnik param aí, do lado de fora do Pile Gate, por isso essa entrada é muito frequentada e cheia de turistas.

Não é cobrado ingresso para entrar na Cidade Velha, mas para subir na Muralha sim, e o bilhete custa $120 kunas/pessoa, pagamento em kunas ou cartão de crédito, não aceitam euros, é vendido na bilheteria ao lado da Fonte Onofrio, a fonte redonda na foto abaixo, construída no século XV. A escada de o acesso à muralha fica no canto inferior esquerdo da foto (ao lado da igreja de St. Savior), enquanto que a bilheteria fica do outro lado da fonte, à direita na foto. A longa avenida é a famosa Placa, também conhecida por Stradun, a mais importante da cidade velha.

DCIM\100GOPRO

À esquerda na foto está a igreja de St. Savior e o prédio maior com a torre é o Monastério Franciscano, do século XIII. Aí dentro funciona desde 1317 até hoje a terceira mais antiga farmácia da Europa. No passado, até ser conquistada pelas tropas de Napoleão em 1806, Dubrovnik (na época Ragusa) foi um estado livre e adotou precocemente muitas das instituições modernas que hoje conhecemos: a farmácia dentro do Monastério Franciscano é um exemplo vivo desta história. O serviço médico, outro exemplo, foi introduzido em 1301 na cidade, e o tráfico de escravos foi abolido em 1418. É por conta disso Dubrovnik que é chamada de “pérola do Adriático” ou “Atenas Eslava”!

 IMG_0297

Dica: Repare no bilhete de entrada: nele está desenhado a cidade velha e o circuito da muralha em volta dela, tem um formato de um quadrado meio torto. Há também 4 números: o 1, 2 e 3 são os acessos ao circuito em cima da muralha de Dubrovnik, em teoria você pode entrar ou sair por qualquer destes pontos, mas na prática como só tem uma bilheteria, perto do Pile Gate, todo mundo acaba entrando por aí. Já o número 4 é o Lovrjenac, um forte a parte, cuja entrada também está inclusa no bilhete. Então outra dica: não jogue o bilhete fora ao deixar a muralha, porque vai precisar dele para entrar no Forte Lovrjenac.

Ao longo do passeio, repare que em cada quina do circuito “quadrado” existe uma torre fortificada, eram pontos estratégicos de defesa da cidade. A primeira torre que passamos foi a torre Bokar, daí tem-se uma bela vista Forte Lovrjenac:

IMG_0324

[Forte Lovrjenac visto da torre Bokar]

Olhando em outra direção, para dentro da cidade, vimos lá do outro lado outra torre: Minceta Tower.

IMG_0327

Do lado de fora da muralha, vimos um bar (acesso pela cidade velha) e também  alguns turistas mais corajosos pulando na água do mar!

 IMG_0349

A água azul do mar da croácia, linda e transparente, convida para um mergulho… só a altura que não ajuda!!

IMG_0346

A praia Banje (bunje beach) vista da Fortaleza de St. John, também conhecida como Sveti Ivan:

IMG_0365

Sveti Ivan foi construído no século XIV para proteger a cidade de piratas. Atualmente o prédio abriga o Museu marítimo e aquário de Dubrovnik, um deles com 76.000 L com peixes ornamentais – não fomos, não gostamos de incentivar a captura de peixes para vê-los presos em aquários… tantos lugares nesse planeta por onde já passamos e vimos peixes em seu habitat natural: Porto de Galinhas (NE), Riviera Maia, Ilhas Maldivas (vídeo youtube com centenas de peixes) , Tailândia… Enfim, vai da consciência de cada um.

O Porto de Dubrovnik, outra atração turística, visto de cima da fortaleza de St. John. Daí saem passeios de barco para quem quiser conhecer o litoral ao redor da cidade:

IMG_03691

Alguns trechos na muralha são bem estreitos – e como disse, não há sombra, então não se esqueça do boné, chapéu, óculos escuro…

IMG_0373

IMG_0377

A cidade velha, protegida no interior da muralha, e lá no fundo, a ilha de Lokrum:

IMG_03951

Para quem quiser visitar Lokrum, há ferry boats que saem de hora em hora do Porto da Cidade Velha, custa 40 Kunas, mas sinceramente, eu não vi muita graça nesse passeio e não o fizemos, escolhemos uma praia em Dubrovnik, mais bonita e com muito mais estrutura e ficamos nela.

As ruelas da cidade velha, vistas da muralha:

IMG_0381

Dentro da cidade velha há hotéis, agências de turismo, casas de câmbio, lojinhas de souvenir, restaurantes, bares e mesmo moradores locais, tem de tudo. Segundo o guia local que conhecemos no passeio à Bósnia, o turismo de massa, ao mesmo tempo que trouxe riqueza para a cidade, também criou um problema para seus moradores: os preços dos imóveis disparou nestes lugares, e hoje um imóvel aí custa uma fortuna! Bom, depois de quase 2 km de caminhada, voltamos ao ponto de partida (Pile Gate) e encerramos o passeio em cima da muralha.

Explorar as ruas e atrativos turísticos da Cidade Velha

A Onofrio’s Fountain vimos de cima da muralha, agora vemos ela de outra perspectiva (repare ao fundo a escadaria que leva ao topo da muralha, é por lá que subimos e descemos):

IMG_05111   IMG_0512

Em uma das paredes do Monastério Franciscano, que fica aí ao lado, há uma brincadeira que muitos turistas fazem, de subir em cima da pedra com formato de cara e fazer um pedido. Já li algumas versões, uns dizem que deve-se subir, tirar e recolocar a camisa, outros que é só abrir os braços e pular, enfim, seja por crença ou zueira, todo mundo sobe nessa pedra, que nada mais é do que o final da calha de escoamento de água do prédio!!

IMG_0421

Seguimos caminhando pela Placa:

IMG_04271

A Placa (ou Stradun) é a avenida principal da cidade velha e uma das top atrações de Dubrovnik, se estende do Pile Gate até  a torre do relógio. Seu calçamento é muito bonito, todo em calcário.

IMG_0423

Suas travessas são também bem fotogênicas, tem esse aspecto rústico, paredes e calçadas todas feitas em blocos de pedra, você se sente na Idade Média (por isso foi uma das cidades cenário escolhida para o seriado “Game of Thrones”), mas sem perder o conforto da modernidade: cafés, restaurantes, joalherias, lojinhas de souvenir, casas de câmbio e agencias de turismo, tudo isso a nossa disposição. Nossos daytour para Montenegro e Bósnia contratamos aí.

Na outra ponta da Stradun, fica a torre do relógio (Bell Tower), O Palácio do Reitor (Rector Palace) e a Catedral de Dubrovnik:

IMG_0438    IMG_0441

Não aparecem na foto, mas nesta praça também estão a Igreja de São Brás (Saint Blaise) e o Palácio Sponza. Atrás da Catedral, há uma pracinha agradável com alguns restaurantes e cafés:

IMG_0443

Compramos uma água e seguimos caminhando até o Forte Revelin, outro ponto de entrada e saída da Old town:

IMG_04811

O Porto da Cidade Velha e Fortaleza de St. John (Sveti Ivan) ao fundo:

IMG_0455

[A Fortaleza de St John vista do Forte Revelin]

Daí, seguimos para o mirante da Banje beach, de onde se tem uma vista clássica do cidade velha, com destaque ao porto e a fortaleza de St. John:

IMG_04761

Falo mais dessa praia no tópico pegar praia em Dubrovnik no verão, mais adiante.

Passeio de Teleférico – Dubrovnik vista do alto

Essa atração fica entre o Forte Revelin e a Banje Beach – vide mapa mais adiante. É bem perto, uns 200 metros de caminhada apenas. Custa 130 Kunas ida e volta, por adulto, aceitam Kunas (cash) e cartão e crédito, mas atenção, não aceitam euro ou dolar. Para horário de funcionamento e preços atualizados, consulte o site oficial do teleférico.

DCIM\100GOPRO    DCIM\100GOPRO

Lá em cima é que temos a real dimensão da muralha, de como ela foi capaz de proteger a old town de Dubrovnik por séculos… muito legal, vale a pena o passeio pela vista espetacular e única da cidade!

IMG_04991

Para fechar nosso dia de passeio na Cidade Velha, só faltava uma atração no nosso roteiro: visitar o Forte Lovrjenac. Lembra que eu falei para guardar o ticket da muralha… então, vamos usá-lo agora!

IMG_0528   IMG_05311

Para chegar ao topo do Lovrjenac terá que subir muitos, mas muitos degraus mesmo. Como o acesso fica ao nível do mar, é preciso descer para depois subir até o topo (marquei esse caminho e acesso em amarelo no mapa adiante). Se ainda tiver pernas ao fim deste dia, a vista é bonita:

IMG_0524

Com isso fechamos os atrativos turísticos deste dia de passeio na Cidade Velha de Dubrovnik. Pegamos um ônibus no Pile Gate e seguimos para nosso hotel, para descansar as pernas e apreciar o lindo por do Sol no Adriático.

Finalmente o mapa que tanto falei, marquei nele todas as  atrações turísticas que visitamos na cidade velha:

O Por do Sol em Dubrovnik

Se tiver chance de observar, é daqueles bem vermelhinhos. Do Valamar Argossy, nosso hotel, tínhamos uma vista privilegiada do mar Adriático:

IMG_05841

Se ainda não escolheu um hotel em Dubrovnik, e quiser saber mais sobre este hotel, veja nosso review completo clicando aqui.

Dia 2: pegar praia em Dubrovnik no verão

Apesar de Dubrovnik são ser um destino de praia propriamente dito, como ficamos 6 noites na cidade, deu para conhecer algumas de suas praias. A praia abaixo é a Banje Beach, que fica ao lado da cidade velha (veja no mapa ao final do post, o acesso fica a 300 metros do forte Revelin):

IMG_04691

Lotada… mas olha a cor dessa água!

IMG_04711

Mas a praia que mais gostamos foi a Cava Beach, uma praia mais afastada do Centro Velho, e mais tranquila. Ficamos nela duas vezes:

IMG_0618

Uma coisa que nos chamou  atenção em nossa trip pela Croácia foram as praias, como esse país tem um litoral bonito, com essa água cristalina em vários tons de azul! Se quiser conhecer mais detalhes das praias que visitamos, consulte nossas matérias específicas aqui no site:

Se tiver alguns dias a mais em Dubrovnik, dá para encaixar no roteiro alguns passeios bate e volta aos países vizinhos: Montenegro, Bósnia Herzegovina e mesmo Albânia. Este último, no entanto, achamos muito puxado para um bate e volta, e não fizemos.

Dia 3 – Bate e volta a Montenegro: Perast, Kotor, Budva e Sveti Stefan

Contratamos esse passeio na Amico Tours, que fica no centro velho da cidade, em uma das travessas da Stradun, há uma infinidade de agências de turismo por lá. Em breve teremos um post específico deste passeio aqui no site. A primeira parada é em Kotor, tivemos 2 horas na cidade, deu tempo para conhecer bem rapidamente a cidade e fazer parte da trilha que leva até a fortaleza de Kotor:

IMG_09461

[Bahia de Kotor, em Montenegro, vista da trilha que leva até a Fortaleza de Kotor]

A segunda parada é em Budva, mas demos um azar porque caiu um baita toró justo quando chegamos na cidade! E a última parada, apenas para uma foto de recordação, em Sveti Stefan:

IMG_0990

Dia 4: Bate e volta à Bósnia Herzegovina / Mostar

Esse é outro bate e volta muito legal você fazer em Dubrovnik. Há diversas paradas durante o caminho, sendo a principal na cidade de Mostar, famosa segundo nossa guia por ser um lugar onde cristãos e muçulmanos vivem em paz. Mas no passado (recente) a coisa não era bem assim… a Bósnia foi devastada pela guerra após a desintegração da antiga Iugoslávia – saldo de 200 mil mortos, e dos civis bósnios, 30% eram mulheres e crianças. Foi a guerra mais violenta na Europa após a segunda guerra mundial. Daí a importância do turismo hoje para essas pessoas. Se puder, visite.

Nós gostamos bastante deste passeio. Foi o nosso primeiro contato com a cultura muçulmana. Em Pocitelj, uma das paradas do tour, a Erika teve que colocar um véu na cabeça para entrar numa mesquita:

É uma experiência enriquecedora quando se está face a face com outra cultura, o contraste faz você sentir, refletir e pensar.

Abaixo, a cidade de Mostar e a sua famosa ponte velha (Stari Most):

IMG_0799

Para saber todos os detalhes da nossa interessante viagem à Bósnia clique no link abaixo:

Dia 5: Hotel e Praia de novo!

Esse foi um dia em slow motion, depois de dois dias seguidos de bate e volta, aproveitamos para descansar – afinal, férias também é para isso! Curtimos um pouco nosso hotel, a linda vista para o mar adriático…

IMG_0616

… e voltamos mais uma vez à praia Cava para relaxar e aproveitar o lugar:

DCIM\100GOPRO

Qual a melhor época para visitar Dubrovnik?

Não existe uma resposta única para a pergunta acima, quando ir depende do que você quer fazer por lá. Nós, por exemplo, escolhemos ir na alta temporada – Julho e agosto – porque incluímos algumas praias da Croácia em nosso roteiro pelo país, e praia combina com calor. Além de serem os meses mais quentes e com menor índice pluviométrico, a temperatura da água do mar é mais quentinha nesta época, em média 25 graus célsius – não é tão quentinha quanto o mar do nordeste brasileiro (média de 28 graus no verão). Você sente aquele “friozinho” ao entrar na água, mas não chega a incomodar, logo passa e você se acostuma. Se pensa em incluir praias no seu roteiro, recomendo a leitura dessas nossas duas matérias:

Nas demais estações do ano temperatura da água do mar cai bastante, e acho que não vale a pena pegar praia nesta época:

 image

[Média da temperatura da água do mar em Dubrovnik. Fonte: www.seatemperature.org ]

Agora, se você tem outro roteiro em mente que não inclui praia na Croácia, ou se vai visitar apenas o centro velho de Dubrovnik, então os meses de maio, junho, setembro e outubro são a melhor época para visitar a cidade, por conta das temperaturas mais amenas, preços mais baratos de hospedagem e a cidade mais vazia – apesar do que, como dissemos, nós fomos em julho, pegamos a cidade cheia, mas ainda assim isso não chegou a atrapalhar nossos passeios.

image

image

[Fonte: http://www.holiday-weather.com]

Onde se hospedar em Dubrovnik

Dentro da cidade velha os preços de hospedagem são muito caros, especialmente na alta temporada, podendo ultrapassar os 500 dólares por dia. Alguns lugares aí são bem agitados e barulhentos, e isso são pontos a considerar na hora de escolher seu hotel. Se ainda assim você preferir se hospedar dentro da old town, consulte os comentários de outros viajantes no site do tripadvisor e certifique-se com o hotel, se for o caso, se os vidros das janelas são anti ruído.

Já fora da cidade velha há opções não tão inflacionadas, e costumam ser também locais mais tranquilos.  Nós por exemplo nos hospedamos no Valamar Argossy, gostamos da sua piscina de borda infinita e da vista para o mar adriático:

IMG_0607

Se quiser saber mais detalhes deste hotel veja este nosso post aqui, a Erika faz um review super completo da nossa hospedagem.

Se esta matéria ajudou no seu planejamento de viagem para Dubrovnik, reserve seu hotel na cidade através de nosso parceiro Booking pelo box de ofertas abaixo, você não paga nada a mais por isso e ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades. Confira os melhores preços:

Booking.com

E você, já visitou Dubrovnik ? Deixe seus comentários e dicas aqui!

Para ver todas as nossas matérias e dicas da Croácia, clique aqui.

Até a próxima trip!


  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

 

 

 

Promoção de Hotéis:

Ao efetuar sua reserva de hotel em nosso parceiro Booking.com, ganhamos uma pequena comissão – você não paga nada mais por isso e ainda ajuda nosso blog a se manter sempre atualizado e com novidades.

Booking.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *